Sua escova pode estar contaminada

Estudo revela que mais de 60% das escovas de dentes são contaminadas no banheiro


Um estudo apresentado recentemente no encontro anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em Nova Orleans, Estados Unidos, revelou que mais de 60% das escovas de dentes analisadas em moradias estudantis deram positivo para contaminação por material fecal.

De acordo com a pesquisa, há 80% de chance de que essa contaminação tenha ocorrido enquanto outras pessoas usavam o banheiro. “O problema mais grave é quando o material fecal encontrado na escova não pertence ao usuário, já que contém bactérias, vírus e parasitas que não fazem parte da sua flora normal”, afirma a pesquisadora Lauren Aber.

O estudo também mostrou que não importa o método com que o usuário limpa sua escova logo após seu uso. Nem água quente ou produtos de enxágue bucal são suficientes contra essa contaminação posterior.

Para quem pensa que isso acontece só porque as escovas ficam expostas, a pesquisadora corrige: “O uso de porta-escova de dentes com tampa não impede o crescimento de bactérias. Ao contrário, acaba fornecendo um ambiente mais propício ainda para que elas se desenvolvam, já que vão ter calor e umidade.

O ideal é lavar bem a escova depois de usar e deixar ela secar sem tampas”, completa.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora