‘Setembro Amarelo’: conversar ajuda a salvar vidas

Psicóloga da LBV (Legião da Boa Vontade) em Americana, Tayne Amabile Cichelli explicou como pessoas podem auxiliar amigos e familiares


A campanha “Setembro Amarelo” cresce a cada ano e hoje conquista o Brasil inteiro para um assunto de extrema importância: a prevenção de suicídio. Para a psicóloga da LBV (Legião da Boa Vontade) em Americana, Tayne Amabile Cichelli, se falar sobre suicídio ajuda a salvar vidas.

A profissional concedeu entrevista nesta sexta-feira (6) ao programa LIBERAL No Ar, exibido pelas emissoras de rádio VOCÊ (AM 580) e FM Gold (94.7 FM), e ressaltou que os jovens são os que mais cometem o suicídio.

Desde 2014, a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), em parceria com o Conselho Federal de Medicina, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

Foto: Talita Bristotti / O Liberal
Tayne Amabile Cichelli no estúdio das rádios FM Gold e VOCÊ

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de um milhão no mundo. Os dados da OMS apontam que cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Buscar ajuda

O Napse (Núcleo de Atenção Psicológica em Situações Extremas) realiza toda terça-feira, das 16h às 21h, o Plantão Psicológico gratuito na sala da Comunidade Davi, que fica no segundo piso do Terminal Rodoviário “Francisco Luiz Bendilatti”, no Campo Limpo, em Americana.

O atendimento é aberto a pessoas maiores de 18 anos, realizado por ordem de chegada por um grupo de 15 psicólogos voluntários do Napse, que se revezam nos atendimentos. Mais informações sobre o Plantão Psicológico podem ser obtidas pelo e-mail contato@apicepsicologia.com.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora