O que é e como funciona a Dieta Hay

Combinar estes alimentos de forma sábia ajuda a manter o corpo saudável, colaborando também na prevenção de diversos tipos de doenças


Quando pensamos em dieta e emagrecimento, não são poucas as opções que surgem em nosso meio. Porém, muitas delas não são saudáveis e, muitas vezes, ocasionam o que conhecemos como “efeito sanfona”. Sabendo disso, muito se tem falado atualmente do sistema para emagrecer do Doutor William Howard Hay.

A Dieta Hay é uma boa escolha para conquistar um corpo esbelto e, ao mesmo tempo, beneficia o seu praticante a adquirir melhores hábitos de alimentação, priorizando a saúde.

Conforme a teoria do médico, existem alguns alimentos que precisam ser consumidos de forma isolada e, em contrapartida, alguns podem ser combinados com outros sem que isso prejudique a dieta. Isso ocorre, pois os alimentos que ingerimos não possuem o mesmo tempo e nem o mesmo tipo de digestão.

Foto: Divulgação
Dieta leva o nome do seu criador, o doutor William Howard, que chegou à conclusão de que muitas doenças tinham sua origem na má combinação dos alimentos

Baseado nisso, Howard classificou os alimentos em três grupos distintos. São eles: carboidratos e amidos, que englobam os doces, biscoitos, massas, pães, entre outros; proteínas, que são a soja, carne, produtos lácteos, queijo e ovos; e, por fim, os alimentos alcalinos, que compreendem as verduras e frutas.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

A Dieta Hay parte do princípio de que combinar estes alimentos de forma sábia ajuda a manter o seu corpo saudável, colaborando também na prevenção de diversos tipos de doenças e, ao mesmo tempo, ajudando no emagrecimento eficaz.

PRINCÍPIOS BÁSICOS

Existem algumas regras muito importantes abordadas pela Dieta Hay para conseguir conquistar o corpo desejado. A primeira, e provavelmente a mais importante, refere-se ao equilíbrio no consumo dos diferentes tipos de alimentos. Por isso, é fundamental aumentar o consumo daqueles alimentos que são ricos em proteínas e, em contrapartida, diminuir aqueles que são ricos em gorduras e amido.

A segunda dica é não misturar os carboidratos com frutas ácidas ou proteínas, principalmente em uma mesma refeição. Assim, tente consumir esses grupos de alimentos com um certo espaçamento de tempo entre um e o outro.

Outra combinação que deve ser evitada é a dos amidos com as proteínas em uma mesma refeição. Faça o consumo dessas no decorrer do dia e respeite um tempo para a digestão de cada um dos grupos, que leva cerca de quatro horas de um para o outro.

Ainda, é importante aumentar sua porção diária de hortaliças e de frutas, já que essas devem ser o principal alimento de uma dieta saudável. Sempre tente consumi-las de forma crua, para não perder alguma de suas propriedades. Alimentos integrais também devem ser consumidos e priorizados, evitando sempre os refinados e processados.

Também é importante saber que o leite não deve ser bebido durante o almoço ou a janta, somente nos lanches ou no café da manhã. Outra regra importante é evitar o consumo de sobremesa logo após as refeições, fazendo um intervalo de, no mínimo, duas horas.

Por fim, é fundamental ter horários para comer qualquer alimento. Por isso, o ideal é consumir algo de quatro em quatro horas, de forma a dar tempo para a digestão.

BENEFÍCIOS

Um dos maiores benefícios da dieta é, com certeza, o melhor funcionamento do sistema digestivo, reduzindo alguns problemas como prisão de ventre, mau hálito, azia, inflamações, gases e indigestões. Todos esses têm como causa principal a má digestão dos alimentos consumidos em um mesmo momento.

Fonte: https://www dietalight.net.

Cardápio semanal para perder peso

Para que seja menos complicado a mudança de hábitos alimentares e colocar em prática a dieta Howard, um simples menu semanal para que você tome como um guia e possa elaborar um que atenda às suas necessidades, mas considerando as combinações de alimentos sugeridos.

DIAS 1, 3 e 5
Café da manhã: leite desnatado com cereais.
Meio da manhã: um copo de suco de laranja, limão, tangerina ou toranja.
Almoço: uma porção de carboidratos que podem ser macarrão ou arroz e uma salada de verduras.
Lanche: batido de proteína e uma salada de frutas.
Jantar: uma porção de massas e uma porção de legumes grelhados.

DIAS 2, 4 e 6
Café da manhã: um iogurte desnatado e um café de cevada.
Meio da manhã: uma fruta da sua escolha: um pêssego ou uma maçã ou dois pêssegos e algumas fatias de abacaxi.
Almoço: dois filetes de peixe com legumes grelhados.
Lanche: um batido de frutas com quatro biscoitos de cereais.
Jantar: uma porção de proteínas de aproximadamente 150 gramas: frango ou peixe, mais uma salada verde com tomates e cenouras.

DIA 7
Café da manhã: aveia com leite e duas torradas com requeijão.
Meio da manhã: uma barra de cereal.
Almoço: sopa de verduras de alcachofras, batatas e salada caprese.
Lanche: um copo de suco de frutas cítricas.
Jantar: uma porção de 50 gramas de presunto com uma caçarola de verduras.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora