Meditação pode ajudar durante os jogos

Prática da meditação pode ser um aliado para lidar com situações de forte conteúdo emocional durante os jogos da seleção brasileira


A última participação da nossa seleção de futebol masculino na maior competição futebolística do mundo, que ocorreu em 2014, até hoje desperta as mais variadas emoções em quem acompanhou de perto ou pela TV a seleção canarinho.

Na ocasião, muitas crianças que pintaram ruas e vestiram a camisa da seleção tiveram um forte choque nas semifinais, quando o Brasil foi derrotado pela Alemanha pelo placar de 7×1, diante de uma torcida que assistia incrédula. Difícil de compreender e aceitar, eventos como estes que já demoram a ser elaborados por adultos, são ainda mais complicados para crianças e adolescentes, que muitas vezes acompanhavam pela primeira vez o seu time do coração.

Foto: Fotolia
Uma postura bem bacana para fazer as atividades de meditação é sentados de “indiozinho”, sobre o chão, com a coluna reta e mãos sobre os joelhos

Para ajudar a lidar com dramas como esse, a prática de mindfulness (atenção plena) pode ser útil, não apenas para adultos, mas também para os pequenos. De acordo com Daniela Degani, fundadora do projeto MindKids, que leva a prática da meditação para escolas públicas e privadas, pais e professores, estudos mostram que a meditação ajuda na redução do estresse em situações demandantes.

“É bastante importante ensinar para os pequenos o quanto muitas das emoções vividas em situações como uma partida de futebol podem mexer com eles e com as pessoas ao seu redor. A prática meditativa ajuda-os a conhecer melhor seus sentimentos, saber técnicas para se acalmar quando assim desejarem, além de lidar melhor com possíveis frustrações”, explica Daniela, que também é mãe de três filhos.

Muito do que se ensina por meio da meditação tem tido resultados visíveis dentro das salas de aula e também na casa das crianças. “Há depoimentos de pais que buscaram conhecer mais da meditação devido ao novo comportamento dos filhos após as aulas”, conta Daniela.

PARA CADA IDADE

Como diz Susan Kaiser Greenland, autora do livro “Meditação em Ação para Crianças”: a prática tem que ser simples, breve, divertida e bem-humorada! 3 atividades para ensinar aos pequenos

Meditação da mão

Coloque a mão esquerda na sua frente, com a palma da mão virada para a frente. Com o indicador da mão direita vá subindo e descendo cada dedo da mão esquerda. Quando o dedo direito se movimenta e “sobe” cada um dos dedos da mão esquerda, inspiramos.

Quando o dedo direito baixa, expiramos. Oriente a criança para prestar muita atenção nos movimentos do dedo direito subindo e descendo os dedos da mão esquerda, nas sensações que isso traz e em sua respiração.

Cachoeira de luz

Diga à criança imaginar uma estrela muito brilhante e luminosa no céu. Imagine essa luz da estrela descendo e tocando o topo da sua cabeça. E como se fosse uma cachoeira de luz, essa luz vai descendo tocando cabeça, rosto, pescoço, ombros, peito, braços, barriga, pernas e pés. Por onde essa luz passa, vai relaxando nosso corpo, parte por parte, levando ao chão toda agitação, cansaço e estresse.

Para dormir

Essa prática é boa para fazer a noite, antes da hora de dormir. Deite a criança com seu personagem favorito sobre sua barriga e diga a ela para “niná-lo” com os movimentos de sua respiração. Podemos explicar que respirações profundas ajudam a gente a diminuir a agitação e ter um sono tranquilo.

Fonte Daniela Degani – www.mindkids.net

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora