Excessos de fim de ano

Confira dicas para seu organismo se livrar dos açúcares, gordura e álcool que podem causar indigestão, baixa imunidade e grande aumento de peso


Os pratos típicos das festas de final de ano são irresistíveis. Mas o excesso de gordura, açúcares e álcool se traduz em indigestão, baixa imunidade e grande aumento de peso. Fato! O médico brasileiro Edison de Mello, que atende nos Estados Unidos celebridades como Julia Roberts, Maggie Q e Alice Braga, transmite a seguir dicas simples para você tirar o melhor proveito da integração de abordagens comprovadas nos avanços tecnológicos da medicina ocidental com a milenar sabedoria oriental. Coloque em prática hoje mesmo!

Foto: Adobe Stock
Os pratos típicos das festas de final de ano são irresistíveis

Manhã milagrosa. É importante começar o dia consumindo probióticos, prebióticos e frutas da estação para equilibrar a flora intestinal. As bactérias do bem ajudam na digestão, reduzem o desconforto e inchaço, e mantêm os níveis de energia elevados. “Escolha probióticos com pelo menos 20 bilhões de unidades formadoras de colônias (UFC). A alta quantidade e a diversidade são importantes”, destaca o médico Edison de Mello. Alimentos azedos e fermentados são grandes aliados da saúde. Comece introduzindo no cardápio iogurte e também a mistura de uma colher de sopa de vinagre na água ou no suco, consumindo duas vezes ao dia. Com esse equilíbrio, a pessoa fica menos propensa a comer alimentos prejudiciais à saúde.

Tenha fibra! O melhor combustível para aumentar a produção de probióticos no organismo é a fibra de alta qualidade, como sementes de chia. Outra fonte de fibra fermentável é a batata doce.

Xô, azia! O consumo de tanta gordura e alimentos açucarados nas ceias de final de ano costuma desencadear azia. Entre os vegetais que ajudam a reduzir o ácido no estômago estão: feijão verde, brócolis, aspargos, couve-flor, folhas verdes, batatas e pepinos. O gengibre com suas propriedades naturais anti-inflamatórias é um alimento que deve estar na mesa! No lugar de gorduras saturadas e trans, que tal azeite, nozes e abacate? Aveia, arroz integral e pão integral também estão na lista de alimentos que absorvem o ácido do estômago, reduzindo os sintomas de refluxo. Prefira frutas como melão, maçã e pera do que as cítricas. Se você come carne, opte pelas magras, sendo grelhadas, assadas ou cozidas. Evite frituras!

Enzima digestiva. Antes de comer refeições pesadas, vale consumir enzima ativa para manter a digestão eficiente e confortável.

Coma devagar. Um truque ótimo para evitar sobrecarregar o organismo é se servir com uma porção pequena, consumi-la lentamente, e beber um copo grande de água em seguida. O organismo precisa de 20 minutos a partir da primeira garfada para avisar ao cérebro que está saciado. Teste isso e perceba o quanto isso te ajuda a comer menos.

Mexa-se! Aproveite o verão para praticar exercícios ao ar livre, pelo menos 20 minutos diariamente. Atividades físicas são excelentes para facilitar a digestão. Isso se torna ainda mais importante nessa época das típicas refeições pesadas.

Um brinde à saúde! As bebidas açucaradas podem ser substituídas por vinho tinto, por ser rico em antioxidantes. Drinques com vodka e água devem estar livres de açúcar refinado. E muito importante: beba muita água antes, durante e após o consumo do álcool. No dia seguinte, continue se hidratando bem!

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!