Diminuir o estresse e o cansaço estão entre as propriedades do ginseng

Raiz medicinal pode ser utilizada na forma de pó, chás ou cápsulas; preço varia entre R$ 26 e R$ 50 dependendo da região


Foto: Adobe Stock
Essa raiz medicinal pode ser utilizada na forma de pó, chás ou cápsulas

O ginseng e uma raiz medicinal muito utilizada na medicina chinesa devido às suas incríveis propriedades que ajudam a diminuir o estresse e o cansaço, melhorando a qualidade de vida e proporcionando a longevidade. Essa planta é tida como sendo adaptógena, ou seja, seus constituintes são capazes de atuar em diversas situações, não somente frente a uma condição específica, possuindo, assim, vários benefícios.

Essa raiz medicinal pode ser utilizada na forma de pó, chás ou cápsulas, que pode custar entre R$ 26 e R$ 50 dependendo da região. Em alguns locais a raiz do ginseng pode ser encontrada em mercados e feiras livres, sendo vendida a quilo.

PARA QUE SERVE. O ginseng possui propriedades estimulantes e revitalizantes, podendo ser usado para tratar fadiga, debilidade, falta de concentração, estresse, cansaço físico e mental, bradicardia, impotência sexual, depressão e arteriosclerose, além de regular a pressão sanguínea.

O ginseng coreano ou chinês, chamado cientificamente de Panax ginseng, é estimulante e serve para tratar problemas circulatórios. Já o ginseng americano, chamado de Panax quinquefolius, é calmante, útil para controlar o estresse, auxiliar o sono e tratar a depressão. O indiano melhora a circulação sanguínea. A lém disso, pode ser usado para prevenir ou ajudar no tratamento contra o câncer.

COMO CONSUMIR
Recomenda-se tomar de 5 a 8 g por dia, que pode ser consumido de diversas formas:

  • Em pó: Basta misturar 1 colher de sopa às principais refeições.
  • Em tintura: Diluir 1 colher de sopa num pouco de água e tomar diariamente.
  • Em forma de suplemento: Tomar de 1 a 3 cápsula diária
  • Em chá: Consumir de 3 a 4 xícaras de chá por dia.

CUIDADOS

Apesar de todos os benefícios do ginseng ele não é aconselhado para pessoas que possuem doenças cardíacas, mulheres grávidas ou durante a amamentação. Quando acima da dose diária máxima
de 8 g, pode provocar alguns efeitos colaterais, como diarreia, insônia e aumento da pressão arterial. Esses sintomas, porém, podem desaparecer ao cessar o uso desta planta.

Principais benefícios para a saúde

  • Melhorar a circulação sanguínea.
  • Acalmar e reduzir o estresse.
  • Prevenir a gripe, principalmente em idosos porque tem ação imunoestimulante.
  • Prevenir o câncer porque é rico em antioxidantes.
  • Reduzir os sintomas de impotência sexual porque melhora a circulação sanguínea.
  • Diminuir o cansaço e a fadiga porque é um excelente tônico cerebral.
  • Promove o bem-estar geral porque combate o cansaço e a sonolência.
  • Melhorar a memória e a concentração nos estudos e no trabalho.
  • Diminuir o cortisol e consequentemente o estresse.
  • Ajudar a regular a pressão arterial.

Fonte: Tatiana Zanin

 

 

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora