Dieta ajuda a amenizar a dor da gastrite e úlcera

Caso os sintomas surjam frequentemente é importante consultar um gastroenterologista


A dieta para a gastrite e úlcera é baseada em alimentos naturais, rica em frutas, vegetais e alimentos integrais, e pobre em produtos industrializados e processados, como salsicha, frituras e refrigerantes. Ela facilita o processo de digestão, fazendo com que os alimentos passem rapidamente pelo estômago, evitando que o ácido estomacal seja liberado em excesso, causando azia, dor e agravamento da úlcera.

Foto: Divulgação
A dieta para a gastrite e úlcera é baseada em alimentos naturais, rica em frutas, vegetais e alimentos integrais

Embora siga algumas regras, pode apresentar muitas variações, dependendo da tolerância de cada paciente. Por isso, a lista indicada (ver box nesta página) é apenas um guia. Se a gastrite aparece principalmente em momentos de estresse ou tensão, pode ser sinal de gastrite nervosa.

Os sintomas de gastrite nervosa normalmente surgem após uma situação de grande estresse ou quando se está vivendo um período de grande ansiedade, como preparação para um exame ou pressão no trabalho, por exemplo.

Estes sintomas podem ser bastante recorrentes em algumas pessoas, especialmente em quem sofre frequentemente com ansiedade. Por isso, nesses casos, é aconselhado consultar um gastroenterologista para avaliar a necessidade de tomar um protetor gástrico durante os períodos de mais estresse, de forma a proteger a mucosa do estômago e evitar o surgimento da gastrite.

Apesar de nem sempre estarem presentes simultaneamente, os sintomas de gastrite nervosa pioram na hora das refeições durante os períodos de crise da doença. Algumas plantas medicinais podem ser usadas como tratamento natural para a gastrite nervosa, ajudando a aliviar os sintomas da doença. Para isso, pode-se utilizar chás de: hortelã-pimenta, gengibre, camomila, erva-cidreira. Estes chás são ótimos para aliviar as náuseas, a dor de estômago e os vômitos.

Fonte: Tatiana Zanin, nutricionista 

Alimentos proíbidos

São aqueles de difícil digestão e muito processados, por serem ricos em aditivos e conservantes que irritam o estômago, como:

  • Carnes processadas: salsicha, linguiça, bacon, presunto, peito de peru, salame, mortadela.
  • Molhos prontos.
  • Temperos em cubos, caldos de carne e macarrão instantâneo.
  • Comida pronta congelada e fast food.
  • Refrigerantes, sucos prontos, café, chá ver, chá mate, chá preto.
  • Queijos amarelos e processados, como cheddar, catupiry, minas e provolone.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Açúcar e doces em geral.
  • Alimentos refinados e frituras, como bolos, pães brancos, salgados, biscoitos.
  • Farinhas brancas
  • Alimentos ricos em gordura, como carnes gordas, pele de frango, fígado e excesso de peixes gordos, como salmão e atum.

Alimentos permitidos
São aqueles de fácil digestão e pobres em gorduras, como:

  • Frutas em geral, devendo-se evitar frutas ácidas como limão, laranja e abacaxi, caso apareça refluxo ou dor ao consumir esses alimentos.
  • Vegetais em geral, podendo-se utilizar legumes cozidos durante períodos de crise e dor, pois são mais fáceis de digerir.
  • Carnes magras, sem gordura, frango e peixes, de preferência assados, grelhados ou cozidos.
  • Leite desnatado.
  • Iogurte natural integral.
  • Grãos integrais, como pão integral, arroz integral e macarrão integral.
  • Chás, exceto chá verde, mate e preto, ou outros que tenham cafeína.
  • Café descafeinado.
  • Queijos brancos, como ricota, minas frescal ou coalho light.
  • Temperos naturais, como ervas finas, alho, cebola, salsinha, coentro, mostarda.
  • Tomar chá de gengibre também melhora a digestão e diminui azia e enjoo, veja como fazer aqui.

Sintomas da gastrite
Os dois sintomas mais frequentes são a presença de arrotos e a sensação de enjoo constante, no entanto, outros sinais também podem estar presente

  1. Dor de estômago constante e em forma de pontada
  2. Sensação de enjoo ou de estômago muito cheio
  3. Barriga inchada e dolorida
  4. Digestão lenta e arrotos frequentes
  5. Dor de cabeça e mal-estar geral
  6. Perda de apetite, vômitos ou ânsia de vômito
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!