Dicas valiosas para ajudar no combate à depressão

Depressão e ansiedade são doenças sérias e perigosas e não devem ser tratadas apenas com alimentos, mas sim com medicação e alguns fitoterápicos


O comediante e influenciador digital Whinderson Nunes tem preocupado seus fãs com sinais de que anda com depressão. O alerta do famoso gera uma discussão em torno do tema. Há alimentos que até ajudam no combate a esse mal. Entretanto, sozinhos, pouco fazem.

Depressão e ansiedade são doenças sérias e perigosas e não devem ser tratadas apenas com alimentos, mas sim com medicação e alguns fitoterápicos, sempre com acompanhamento médico.

Entretanto, com algumas mudanças de estilo de vida e a adoção de hábitos saudáveis, como exercícios, relaxamento, meditação e nutrição adequada, então a dieta pode auxiliar muito para melhorar ou, ao menos, não piorar o quadro, auxiliando assim no tratamento médico.

O peso dos alimentos
A depressão e a ansiedade apresentam diversas causas e gatilhos. A bioquímica do cérebro tem muita influência nos sintomas, sendo que alguns alimentos podem melhorar ou piorar o quadro. Produtos como o açúcar são prejudiciais e, por isso, precisam ser evitados em sua forma mais comum (açúcar branco refinado), assim como refrigerantes, sucos de frutas e xarope de milho.

Além disso, o açúcar contribui para o processo inflamatório do organismo e, consequentemente, do cérebro. Alguns trabalhos demonstram que a inflamação cerebral é 30% maior em pacientes com depressão.

Outra coisa: o aumento do açúcar libera insulina, que faz cair rapidamente o açúcar do sangue. Esses altos e baixos seguidos também aumentam a inflamação cerebral e elevam o risco de depressão e de mudanças de humor.

Recomendações
Vários nutrientes são necessários para que o cérebro produza neurotransmissores – substâncias responsáveis pela comunicação entre as células nervosas e por sensações de bem-estar, prazer, apetite e libido. Certos nutrientes, como ômega-3, zinco e ferro, por exemplo, exercem efeito benéfico sobre as substâncias químicas cerebrais relacionadas especificamente ao humor.

São alimentos importantes: frutas vermelhas (amoras, morangos, cerejas, etc), espinafre, chá verde, cereais integrais, mel, brócolis, banana, ovo, frutas oleaginosas e pimenta.

 

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!