Canabinoide com benefícios terapêuticos

CBD pode ser consumido em forma de óleo, cremes, cápsulas, vaporizador entre outras


O canabidiol (CBD) é um dos mais de 100 canabinoides, ou seja, substâncias encontradas na cannabis, com forte potencial terapêutico. Ele não tem efeito psicoativo e não causa dependência, apresentando um padrão de segurança considerado alto.

Nos últimos anos, a popularidade do CBD aumentou graças aos relatos de pacientes de diversos países que usam extratos de cannabis com altas concentrações dessa substância para o tratamento de epilepsias de difícil controle, em que o resultado clínico é comprovado por estudos científicos.

Foto: Divulgação
Esclerose múltipla, Parkinson, esquizofrenia são algumas das doenças que podem ser tratadas com a utilização do CBD

Esclerose múltipla, Parkinson, esquizofrenia são algumas das doenças que podem ser tratadas com a utilização do CBD. É importante ressaltar e reconhecer que cada aplicação terapêutica desse componente da cannabis é suportada por diferentes níveis de evidência científica.

No Brasil, o CBD integra a lista C1 do anexo da Lei de Drogas desde janeiro de 2015, ou seja, está relacionada às substâncias de uso autorizado mediante controle especial. O CBD pode ser consumido em forma de óleo, cremes, cápsulas, vaporizador entre outras.

As principais ações controladas pelo sistema endocanabinoide, de forma resumida, são relaxar, comer, dormir, esquecer e proteger. O organismo humano possui uma engrenagem que é ativada em contato com canabinoides.

Este sistema é responsável por regular a parte neurológica do corpo humano e influenciar uma série de processos fisiológicos, como a dor, a memória e reações imunes e alérgicas.

O sistema endocanabinoide foi descoberto há apenas 25 anos e mostrou-se fortemente regulado por canabinoides de origem vegetal, como o CBD.

O sistema endocanabinoide responde aos canabinoides endógenos, produzidos no corpo humano. Durante pesquisas, os cientistas descobriram que esse sistema também reconhece e responde aos canabinoides de fontes externas, incluindo o canabidiol. Essa ação conjunta desencadeia uma série de processos em nosso corpo, que podem ser muito úteis no tratamento de diferentes doenças e sintomas

PROPRIEDADES MEDICINAIS

Já foram identificados e estudados diversificados benefícios relacionados ao uso do CBD no tratamento de variadas patologias, como analgésico, antiansiedade, anticancerígeno, anticonvulsivo, antidepressivo, anti-inflamatório, antipsicótico, antiespasmódico, imunossupressor e neuroprotetor.

Embora se tenha conhecimento sobre como o CBD pode ser um importante aliado da saúde humana, é importante que novos estudos forneçam mais evidência científica e ampliem o leque de possibilidades medicinais deste canabinoide para ajudar a melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas mundo afora.

Fonte: https://drcannabis.com.br

Estudo testa uso de canabidiol contra o crack

Pesquisa conduzida pela Universidade de Brasília (UnB) vai avaliar se o canabidiol, substância presente na maconha, é eficaz no tratamento de dependentes de crack. Liderado pela professora Andrea Gallassi, o trabalho vai comparar o método convencional, feito a partir de uma associação de medicamentos, com o óleo da planta.

A ideia de testar o canabidiol surgiu com base na constatação dos efeitos terapêuticos da substância. Vários trabalhos mostram efeitos positivos para reduzir a compulsão, melhorar a insônia e a ansiedade – todos problemas identificados entre usuários de crack.

A pesquisadora obteve autorização para importar o óleo. O estudo, com duração de dois meses, será feito com 80 pacientes. Metade deles usará o canabidiol e metade receberá o tratamento convencional. Esta é a segunda pesquisa no mundo realizada para avaliar o impacto do canabidiol entre dependentes de crack. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora