Benefícios da fruta Costela de Adão para a saúde

Também conhecida como a planta de queijo suíço, fruta-pão mexicana ou planta de furacão, ela é reconhecível por suas grandes folhas verde brilhantes


Natural do México, Guatemala, Costa Rica e Panamá a fruta da Costela de Adão cresce em toda a América Central e do Sul, na Austrália, e seleciona partes do Mediterrâneo. No Havaí, é considerada uma espécie levemente invasiva. Também usada como decoração. Também conhecida como a planta de queijo suíço, fruta-pão mexicana ou planta de furacão, a Costela de Adão é reconhecível por suas grandes folhas verde brilhantes com divisões e buracos profundos. Embora raramente floresça dentro de casa, ao ar livre produz flores que se desenvolvem em frutos comestíveis com gosto de uma salada de frutas.

Sua fruta, já formada, amadurece no verão para cair meses depois, enquanto novas frutas começam a se formar durante a temporada também. No ano seguinte, essas frutas recém-formadas estarão prontas para a colheita.

Foto: Divulgação
Sua fruta, já formada, amadurece no verão para cair meses depois, enquanto novas frutas começam a se formar durante a temporada também

Esperar que a fruta amadureça leva de 10 a 14 meses, então é necessário paciência. Mesmo que o caule verde – conhecido como espádice – tenha suas escamas verdes firmemente presas, não é recomendado ingerir a Costela de Adão. Comer a fruta neste estado fará com que a boca fique irritada por causa dos cristais de oxalato de cálcio em forma de agulha. Para descrever a sensação, é possível comparar o incômodo que ocorre quando se toma uma porção se suco puro de abacaxi não maduro.

Para alguns, a sensação de coceira se estende ao rosto, pele e até mesmo ao couro cabeludo. É possível reduzir a reação bebendo suco de limão misturado com uma pitada de vinagre. Essa mistura agiliza a dissolução dos cristais.

Só coma a fruta se as suas escamas caírem com facilidade. Marcas negras, como linhas, ao longo da escala são perfeitamente normais. Quando maduras, as Costelas de Adão emitem um cheiro frutado. Quando passadas do ponto, o aroma se torna almiscarado e fermentado. Nota: algumas pessoas podem apresentar fortes reações alérgicas por ingerir cristais de oxalato de cálcio. Para a maioria, o resultado é um leve desconforto. A toxicidade ocorre ao comer quantidades absurdamente além da conta. Salsa, berinjela, pimenta, milho, abóbora e pepino são exemplos de outros alimentos contendo oxalato de cálcio e não fazem mal. No entanto, para garantir, mordisque uma pequena parte e espere antes de prosseguir para determinar a reação do corpo.

Benefícios para saúde

Foto: Divulgação
Costela de Adão é reconhecível por suas grandes folhas verde brilhantes com divisões e buracos profundos

A Costela de Adão é baixa em calorias, rica em vitamina C e potássio. Os mexicanos usam infusões da sua raiz para aliviar a dor artrítica ou acalmar os sintomas das picadas de cobra. Na China, partes da planta removem tosse, hematomas, infecções e febre.

As folhas aquecidas e amassadas ajudam a cauterizar as feridas. Os nutrientes encontrados na fruta aumentam a imunidade do organismo, protegendo contra várias doenças e infecções.

A concentração em vitamina C encontrada é essencial para a manutenção do coração, dos vasos sanguíneos, cicatrização de feridas e proteção contra doenças degenerativas.

Com a capacidade de absorção de outros nutrientes, a Costela de Adão acaba retendo bastante Ferro dos outros alimentos, assegurando boas doses de glóbulos vermelhos, impedindo o desenvolvimento da anemia.

É capaz de fazer boa manutenção das funções vitais dos sistemas: digestivo, imunológico, circulação e metabolismo, assim como retardar o envelhecimento; regula os níveis de Fósforo; reduz os níveis de Vitaminas do Complexo B; propriedades antioxidantes; estabiliza os níveis armazenados de gordura corpórea.

Fonte: tudoela.com

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!