Artesanato em madeira é versátil para decoração

Para artista plástica, acessórios não precisam custar muito: "não adianta você fazer um produto caro, porque não vai não sair"


Acessórios em madeira, além de geralmente serem úteis, são versáteis quando o assunto é decoração do ambiente. Quem garante é a artista plástica Silvana Chiodi: “Você pode deixar a madeira como você quiser, com ar moderno ou vintage. A madeira é versátil porque aceita tudo e é um produto muito gostoso de trabalhar”, ressaltou. O morador, porém, precisa comprar o item de acordo com o ambiente em que pretende colocá-lo, já que ele vai ser um acessório de decoração.

Silvana faz todos tipos de trabalho artesanais, seja em tecido, azulejo, madeira, dentre outros materiais. Ela é uma das artesãs que comercializa seus produtos em uma loja de Holambra que privilegia as criações e as artes, inclusive de projetos de geração de renda para entidades assistenciais. Para a coleção, Chiodi preferiu utilizar a madeira para criar porta-recados que permitem a fixação de recadinhos com prendedores de roupa e casas de passarinhos.

Foto: Divulgação
Silvana produziu um porta-recados em madeira

Para a casa dos passarinhos, é preciso ter em mente que a ação do tempo pode danificar o produto. “O ideal é colocar ao ar livre, porque ela realmente vai atrair os pássaros, mas pode passar o que quiser que a madeira vai se deteriorar com o tempo”, explica. Já no porta-recados, por estar em área interna, a durabilidade é maior. Além disso, a artesão coloca uma camada de resina, o que evita o acúmulo de pó.

Ela garante que o artesanato não precisa custar caro. “Hoje em dia as pessoas têm noção de quanto custa as coisas. Não adianta você fazer um produto caro, porque não vai não sair. Costumo me perguntar: quanto eu pagaria por isso? Então toda vez que elaboro o produto eu coloco o custo, mas não ganho todo lucro em uma peça só”, explicou. A artista disse que nos últimos anos as pessoas estão valorizando o trabalho manual. “É um caminho diferente, porque são peças exclusivas. Não faço peças iguais, coloco muito carinho e vejo que os clientes percebem isso e passam a valorizar o artesanato”, disse.

FAÇA VOCÊ MESMO
Nos últimos tempos houve uma popularização de páginas na internet do conceito “Faça Você Mesmo”, que fazem um passo a passo de como confeccionar diversos produtos. “Ajuda demais, até para quem já trabalha com isso. Eu própria fiz meu ateliê e sempre me inspiro nessas páginas”, ressaltou. Silvana transformou o hobby em renda extra. Ela mantém um trabalho diariamente, e dedica os fins de semana e algumas noites para confeccionar os artesanatos. “O artesanato para mim é uma terapia. Tem tantas pessoas desempregadas que poderiam utilizar esse tempo para fazer alguma coisa, mas precisa de dedicação e disciplina”, alertou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora