19 de setembro de 2021 Atualizado 21:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Turismo

Viajar ao exterior para se vacinar é a solução?

Existem países vacinando turistas contra Covid-19, mas as regras internacionais podem mudar a qualquer momento

Por Wendell Oliveira / Melhores Destinos

05 mar 2021 às 08:17

O turismo de vacina – isto é, viajar para o Exterior com o objetivo de ser imunizado contra a Covid-19 – pode se tornar uma tendência em 2021. É o que alertam os especialistas, principalmente com o surgimento de países que estão oferecendo doses da vacina aos turistas.

No entanto, a medida pode não ser tão simples, tampouco segura. Além de envolver viagens durante o período de pandemia, a vacinação de turistas enfrenta dilemas éticos e outros impasses que precisam ser discutidos.

Viajar para o exterior em busca de imunização contra a Covid-19 é uma decisão estritamente pessoal. Embora o turismo de vacina já seja uma realidade – inclusive com o apoio de governos e pacotes de viagem que incluem vacina -, talvez ainda seja cedo demais para embarcar nessa.

Kit viagem dos novos tempos: passaporte, máscara, álcool em gel – e em breve, certificado de vacinação – Foto: Divulgação

Isso porque, em um futuro próximo, passaportes de imunidade e comprovantes de vacinação poderão ser exigidos dos viajantes. Mas a dúvida é: haverá uma padronização de quais vacinas foram tomadas, número de doses, fabricante e lote? Recentemente o Seychelles foi o primeiro País do mundo a abrir as portas para turistas vacinados, desde que tivessem tomado duas doses de qualquer imunizante aprovado contra a doença.

“Não valeria a pena viajar para se vacinar, é preciso aguardar. As vacinas farão parte de programas públicos, abertos para a população de cada País e são calculadas com base nisso. No curto e médio prazo terá vacina faltando, e não sobrando”, disse Flávia Bravo, coordenadora médica do CBMEVi (Centro Brasileiro de Medicina do Viajante) e presidente da SBIm – Regional RJ (Sociedade Brasileira de Imunizações), em entrevista ao Portal R7.

Ela aconselha a quem estiver disposto a sair do Brasil para se vacinar, a confiar nas vacinas que temos por aqui, pois qualquer uma que receber autorização da Anvisa será segura. Vale lembrar que não é possível tomar mais de uma vacina contra a Covid-19, pois há o risco de eventos adversos graves, já que nenhum imunizante passou por testes para verificar como seria sua interação com os outros.

Confira quais países estão vacinando turistas contra a Covid-19:

Cuba

Cuba foi o primeiro País a oferecer a vacina contra Covid-19 para turistas estrangeiros. Chamada de “Soberana 2”, ela tem sua terceira fase de testes prevista para amanhã, 1º de março. Estará disponível a todos os turistas que visitarem a ilha e desejarem ser imunizados, segundo informações de Vicente Vérez, diretor do centro de pesquisa médica do Instituto Finlay de Havana, onde são realizadas pesquisas para combater o vírus no País.

Rússia

Ao contrário do restante da Europa, na Rússia a vacinação contra a Covid-19 não está restrita apenas ao grupo prioritário. Qualquer pessoa pode receber uma dose gratuita – incluindo estrangeiros. Os interessados precisam apenas apresentar um documento de identificação, como o passaporte. A vacinação em massa na Rússia com a “Sputnik V” começou em dezembro de 2020, com uma lista de prioridades pequena, que incluía profissionais de saúde e professores. Desde 18 de janeiro, Moscou passou a disponibilizar a vacina gratuitamente para todos que procurarem os postos, sejam cidadãos ou estrangeiros.

Panamá

Discretamente, o Panamá já deu sinais de que seu programa de vacinação não discrimina turistas. Em entrevista a um jornal panamenho, o diretor metropolitano de saúde, Israel Cedeño, afirmou: “O Panamá nunca fez discriminação em termos de vacinação, o estrangeiro pode estar fazendo turismo, e caso esteja no período indicado, poderá ser vacinado”.

Emirados Árabes Unidos

Nos Emirados Árabes Unidos, a imunização é tratada como uma oportunidade de negócios, embora o governo local não confirme oficialmente. De acordo com uma reportagem recente, o Knightsbridge Circle, um clube da elite de Londres, tem oferecido a seus clientes a possibilidade de viajar até Dubai para receber a vacina produzida pela empresa chinesa Sinopharm. Em nota, o Turismo de Dubai informa que apenas residentes com documento de identidade dos Emirados Árabes Unidos podem tomar a vacina contra a Covid-19 nos postos espalhados pelo Ppaís. Apesar disso, há relatos de brasileiros de férias em Dubai que conseguiram se vacinar.

Publicidade