06 de março de 2021 Atualizado 21:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Fim de ano

Resort e fazenda com Noel

Em um ano tão atípico, passar o Natal fora de casa ajuda a renovar o ânimo em família

Por Redação

05 nov 2020 às 10:18 • Última atualização 05 nov 2020 às 10:19

Este ano, para sair do usual, Papai Noel pode entregar os presentes em uma fazenda no interior de São Paulo ou em um resort colado à Capital. Além das opções de lazer (entre elas, complexo aquático, minizoo e quadras de esporte), o Mavsa Resort tem show de Fábio Jr. em 26 de dezembro.

Além das opções de lazer o Mavsa Resort terá show de Fábio Jr. no dia 26 de dezembro – Foto: Divulgação

Brinquedoteca e saunas estão fechadas, e academia e esportes coletivos, suspensos temporariamente. No total, há 143 apartamentos; para o Natal, a previsão do hotel é de 60% da ocupação, o que pode mudar segundo o cenário da Covid-19.

A Fazenda Capoava, em Itu, tem apenas 25 quartos (está operando agora com 70% deles). No restaurante, os hóspedes mantêm a mesma mesa ao longo da hospedagem. Passeio a cavalo, bicicleta, caiaque e stand up paddle são pagos à parte e têm os equipamentos higienizados com produto hospitalar de alta eficácia antes e depois de cada uso.

Carmel Taíba Exclusive Resort – Foto: Divulgação

Praia e charme em casal
Inaugurado no início de 2020, o Carmel Taíba Exclusive Resort fica em um trecho tranquilo do litoral do Ceará. Com somente 36 acomodações, o hotel exige agendamento para usar academia e spa desde a reabertura, em 1º de julho. As jacuzzis não podem ser compartilhadas por hóspedes que não sejam do mesmo grupo ou família.

A apenas 75 quilômetros de Fortaleza, o quinto hotel da rede do Estado mistura requinte (o spa tem a marca francesa Caudalie) à originalidade (no espaço kids, há uma piscina de bolinhas de macramê). O hotel vem investindo em criar para os hóspedes experiências regionais, como o Pescado Rústico – o hóspede prova o peixe preparado na fogueira na praia pelo próprio pescador.

O passeio em barco de pescador, com degustação de ostras harmonizadas com espumante, é um dos toques extras especiais disponíveis no Ponta dos Ganchos Exclusive Resort. Lá, isolamento é a regra: uma área de 80 mil metros quadrados com apenas 25 bangalôs diante do mar esmeralda de Santa Catarina, a 60 quilômetros de Florianópolis.

Vale Europeu – Foto: Divulgação

RÉVEILLON

Tradições alemãs no Sul
“É um roteiro que contempla tanto aspectos naturais quanto culturais e arquitetônicos. Cachoeiras em meio à Mata Atlântica, almoços em pequenos restaurantes de família de agricultores, a Rota Enxaimel com suas casas em estilo próprio e histórias contadas por imigrantes alemães são algumas das atrações do Vale Europeu”, conta Sonia Werblowsky, diretora da Freeway.

Almoçar em um biergarten em Blumenau, conhecer a herança dos colonos alemães em Pomerode, tomar banho de cachoeira e visitar uma terra indígena estão no programa.

Prado – Foto: Divulgação

Praia distante para a virada
Galinhos ou Prado? As duas praias do Nordeste ficam em regiões pouco movimentadas. A primeira, no Rio Grande do Norte, desafia os viajantes já na chegada, que exige um trecho de barco. A outra fica em um pedaço do litoral baiano ainda distante do turismo de massa de Porto Seguro. Ali, a recém-reformada Casa de Maria aposta na sua proximidade com o Parque Nacional de Abrolhos para atrair quem quer se isolar. A piscina funciona com distanciamento entre os hóspedes, e a sauna continua fechada. A limpeza dos 24 apartamentos é feita por máquina com peróxido de hidrogênio.

A Casa de Maria fica colada à praia, a 250 metros, já a Pousada Peixe Galo é pé na areia de Galinhos. Com apenas dez quartos, possui piscina. Mas a graça é mesmo explorar a paisagem do vilarejo de 400 habitantes em caminhadas nas dunas, esportes como kite-surfe e passeio de charrete para ver o pôr do sol no farol. Na Vivejar, com traslados do aeroporto de Natal, cinco noites com café, ceia de réveillon, passeio de canoa com degustação de ostras e ceviche.

Capivara – Foto: Divulgação

Fuja de lugares conhecidos

Parques nacionais, que reúnem muitos atrativos sem estar muito próximos, são a recomendação de Gabrielle Monteiro, gerente de Marketing da Pisa Trekking. “Capivara é lindo, é mágico, é tudo de bom, mas ninguém conhece muito bem. É um lugar muito alternativo. Lá você tem de caminhar e visitar os sítios arqueológicos. Além da beleza, a infraestrutura do parque é uma das melhores do Brasil”, diz sobre o destino no Piauí.

Wyndham Ilhabela Casa Di Sirena – Foto: Divulgação

Vá antes e volte depois
Escolhido um lugar tranquilo, pense no trajeto até lá. Estender o feriado é uma boa tática para ir a lugares que costumam lotar, como o litoral norte de São Paulo. O novinho Wyndham Ilhabela Casa Di Sirena está trabalhando com 70% de ocupação, distanciamento na piscina e academia fechada.

O hotel fica no canto da Praia do Veloso, no sul da ilha. Todas as 43 suítes são voltadas para o mar. Hóspedes podem contratar passeio de escuna, aula de vela ou ida até a Praia dos Castelhanos em veículo 4×4. Mas, se a ideia é se isolar, melhor aproveitar as duas prainhas internas com espreguiçadeiras ou a piscina de borda infinita.

Hotel Rosa dos Ventos – Foto: Divulgação

Prefira hotel com muito espaço
Os 6 mil metros quadrados de área construída no Hotel Rosa dos Ventos equivalem a menos de 1% da extensão total em Teresópolis, na serra do Rio. O estilo alpino se reflete na gastronomia, que une receitas brasileiras a um toque de cuisine française, e nas 40 acomodações – está trabalhando hoje com 70% da ocupação permitida.

Integrante da Roteiros de Charme, o Rosa dos Ventos tem estrutura completa para uma viagem em família. Há quadras de tênis e vôlei, caiaque, barco a remo e dez quilômetros de trilhas internas que levam a 1,4 mil metros de altitude, para contemplação da Mata Atlântica ao redor.

Cristalino Lodge – Foto: Divulgação

Acompanhe o clima do destino
Antes de decidir ou desistir de seguir adiante com um roteiro para a Amazônia e o Centro-Oeste, vale observar a data da viagem. A seca costuma ir até outubro.

“Dezembro é uma época de sol com chuvas rápidas amazônicas. A floresta fica cheia de frutos e os macacos fazem a festa. A mata se torna bem mais verde e cheia de vida”, conta Alex da Riva, sócio-diretor do Cristalino Lodge. Segundo ele, o hotel na Amazônia, próximo de Alta Floresta, não foi afetado pelas queimadas.

Malai Manso Resort – Foto: Divulgação

Umidade do ar
Consulte a página inpe br/queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Um clique no item BDQueimadas leva ao mapa em que é possível pesquisar (filtro 1) a situação dos focos por biomas ou unidades de conservação.

“Por estarmos ao lado de um grande corpo hídrico, o Lago do Manso, com 427 quilômetros quadrados, temos vantagens em relação a umidade do ar”, diz Ricardo Gouveia, diretor comercial do Malai Manso Resort, a cerca de 80 quilômetros do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso.

Publicidade