23 de Maio de 2020 Atualizado 12:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Fique em Casa

Confira 9 museus virtuais internacionais e nacionais para ‘visita’

Com o medo do coronavírus não te deixam sair de casa, as maravilhas da criação humana e da expressão artística estão a alguns cliques de distância

Por Da Redação

28 mar 2020 às 12:07 • Última atualização 02 abr 2020 às 11:18

Você vive longe de epicentros culturais como Paris, Londres, São Paulo ou Nova York? Nos dias de hoje, em que o medo de se contrair o coronavírus não te deixam sair de casa, as maravilhas da criação humana e da expressão artística estão a alguns cliques do seu mouse. Você pode fazer tours incríveis pelos museus virtuais de várias instituições pelo mundo!

Os museus virtuais existem há quase o mesmo tempo que a própria web. Estabelecido na idade das trevas de 1993, o Museu de Arte Computacional (MoCA) está entre os primeiros desses pioneiros.

Desde então, muitas das instituições de prestígio do mundo da arte – do Louvre ao Guggenheim – seguiram o exemplo e digitalizaram suas coleções. Até mesmo o Google entrou na arena da alta arte com o Google Cultural Institute.

De fato, a prática tornou-se bastante difundida, o que também permitiu que organizações menores e artistas menos conhecidos atingissem um nível de exposição impossível antes do advento da internet.

Fonte: Agência Papoca

Museu virtual de arte

1) Museu de Belas Artes de Boston

O MBA de Boston abriga uma coleção online incrivelmente extensa, incorporando trabalhos de todo o mundo, abrangendo milhares de anos e incluindo os meios de desenho, pintura, escultura e ornamentação – até mesmo instrumentos musicais.

O MBA oferece dois serviços: você pode explorar as várias galerias online do museu, clicando por andar e galeria por galeria, ou pode fazer um tour interativo centrado em temas que variam de joias a aquarelas de John Singer Sargent. E se você encontrar um trabalho que realmente goste, poderá solicitar uma réplica em arquivo dele. Não há preço estabelecido para o serviço, mas supomos que seja caro.

Na foto, a escultura de 1856 “Nydia, a Menina Cega de Pompéia”, de Randolph Rogers, à direita, é vista em uma galeria na nova ala Arte das Américas no Museu de Belas Artes. A nova ala do museu, que contém 53 novas galerias e um novo auditório.

2) Museu do Louvre

A obra de arte do artista italiano Michelangelo Pistoletto decora a icônica pirâmide de vidro do museu do Louvre, em Paris. Michelangelo Pistoletto, um dos principais artistas conceituais do mundo, cobriu um painel da pirâmide com um enorme sinal de três voltas de espelhos. É um gesto artístico destinado a mostrar aos políticos e à sociedade as tolices do excesso que levaram à atual crise financeira.

Talvez o mais famoso museu de arte do planeta, o Louvre é o lar de dezenas de milhares de obras que abrangem a história da humanidade e é repleto de obras-primas de Michelangelo a da Vinci.

O museu hospeda réplicas digitais de cerca de 35.000 dessas obras online em um enorme banco de dados pesquisável, completo com informações sobre cada peça, o artista que a criou e comentários e análises dos curadores do museu. Basta olhar para as informações que surgem para a Mona Lisa.

Infelizmente, no entanto, as imagens não estão disponíveis em formato grande e com zoom; eles não permitem que você chegue perto e realmente examine a técnica do artista. Para isso, você precisará ir a Paris.

Museu Guggenheim

O Museu Guggenheim de Nova York oferece aos seus visitantes uma experiência visual única. Em vez de dividir sua coleção em departamentos rígidos, os curadores do museu distribuem livremente as peças por um longo passeio, misturando artistas em ascensão com mestres como Jackson Pollock e Andy Warhol.

Seria ótimo se a versão digital fosse organizada de maneira similar. Como está agora, a coleção online do Guggenheim é totalmente dividida por artista, estilo e idade do trabalho.

Por outro lado, o museu fornece informações abrangentes sobre todas as suas obras e artistas de destaque, o que deve ajudar muito os fãs de arte moderna neófitos a saber tudo sobre suas obras favoritas.

Na foto, a escultura do artista Maurizio Cattelan pendurada na rotunda do Museu Guggenheim, em Nova York, durante exposição em 2012.

4) National Gallery of Art

A National Gallery of Art já foi uma das maiores coleções privadas do País, pertencente ao financista e ex-secretário do Tesouro, Andrew Mellon. Mas não só Mellon doou sua substancial coleção de arte para o povo americano em 1936, como também se adiantou e financiou o museu para mantê-lo.

A coleção inclui pinturas históricas, desenhos e esculturas das Américas, Europa e Ásia Oriental. Mais de 30.000 obras estão disponíveis para sua leitura online com um recurso de zoom intenso que pode revelar até as pinceladas individuais.

Na foto, um homem passa por “La Vierge, l’Enfant Jesus et Sainte Anne” uma pintura de Leonard de Vinci no Museu do Louvre em Lens, norte da França. O museu em Lens faz parte de uma estratégia para difundir a arte para além dos tradicionais baluartes da cultura em Paris.

5) Smithsonian American Art Museum

Para uma experiência artística americana, o Smithsonian American Art Museum oferece dezenas e dezenas de coleções online permanentes, abrangendo os 398 anos de existência dos EUA.

Da cestaria indígena ao artesanato da Guerra Civil até a arte do Renascimento do Harlem, a coleção online do SAAM é uma enciclopédia da história cultural dos Estados Unidos.

Na foto, a fotógrafa Annie Leibovitz na turnê de mídia de sua exibição “Peregrinação” em 2012, no Smithsonian American Art Museum, em Washington. Refletido no vidro está o curador da exposição, Andy Grundberg.

6) Museu Britânico

A coleção online do Museu Britânico rivaliza com a do Louvre. Com obras que abrangem todo o globo e a história, desde antigas relíquias tribais africanas até a moderna arte pop japonesa. Embora as ofertas de categoria online sejam extensas, elas sofrem os mesmos problemas de tamanhos de imagem relativamente pequenos que o Louvre, impedindo que você examine as obras da maneira que desejar.

Dica bônus: Quase em todo lugar

Nos poucos anos desde que o Google Street View começou a mapear o interior dos museus do mundo, o projeto acumulou uma enorme coleção de grandes e pequenos tours. Além de percorrer cada um dos 46 locais oferecidos, você pode clicar no Google Art Project para uma visualização mais detalhada e formatada de peças individuais, com descrições úteis.

Na foto, uma gigantesca escultura em marfim retrata um homem com cabeça de leão, descoberto na caverna de Stadel, Baden-Wurttemberg, na Alemanha, é parte da exposição “Arte da Era do Gelo: chegada da mente moderna” no Museu em Londres.

A exposição apresenta obras criadas a partir da última Idade do Gelo entre 40.000 e 10.000 anos atrás, provenientes de toda a Europa, por artistas com mentes modernas e apresentadas ao lado de obras modernas para ilustrar o desejo humano fundamental para comunicar e fazer arte como uma maneira de compreender a nós mesmos e ao nosso lugar no mundo.

Tour virtual pelos museus brasileiros

Os museus brasileiros não podiam ficar de fora dessa lista, certo? Então vamos mostrar alguns que você pode conhecer online:

7) Museu Nacional

O incêndio no Museu Nacional, em setembro de 2018, destruiu uma parte significativa do seu acervo de mais de 20 milhões de itens.

Mas graças ao projeto do Google Street View (que mencionamos acima!) e o Google Arts & Culture, podemos ver como era o museu e as peças que as áreas incendiadas guardavam. Na página Por dentro do Museu Nacional é possível fazer uma tour guiado com narração pelo museu e conhecer o antigo acervo. Uma visita que vale a pena!

8) Museu Casa de Portinari

Você pode conhecer o Museu Casa de Portinari por meio de imagens interativas em 360º que permitem visualizar ambientes completos, em qualquer direção. Tenha uma experiência fascinante, visitando o museu virtual da Casa de Portinari.

9) Pinacoteca do Estado de São Paulo

A Pinacoteca do Estado também tem um museu virtual com tour 360º por alguns espaços da instituição. Você pode navegar pelo espaço e ver em detalhes as obras do ângulo que desejar.

Fonte: Laart, galeria de arte online, que reúne importantes nomes da gravura do Brasil e do mundo