13 de maio de 2021 Atualizado 10:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Turismo

Como aproveitar as férias em casa

Conheça o staycation, suas características, vantagens, desvantagens e como aproveitar ao máximo essa curiosa modalidade de turismo

Por Sandro Kurovski - Melhores Destinos

13 abr 2021 às 13:32

Caso você tenha filhos, é uma grande oportunidade para passar mais tempo com eles, inventar novas brincadeiras - Foto: Adobe Stock

Planejar uma viagem com antecedência ficou mais difícil, e incerto, em meio à pandemia. É justamente para evitar o risco à saúde e dores de cabeça com remarcação ou cancelamento que muitos viajantes têm optado por curtir as férias em casa, aproveitar a própria cidade ou fazer passeios bate e volta pelos arredores. Esse estilo de férias não é novo, mas tem ganhado força devido ao momento delicado em que vivemos.

Você já sabe, mas não custa lembrar que durante a pandemia qualquer tipo de passeio só deve ser realizado quando a situação permitir. Fique sempre atento às recomendações de prevenção e à possíveis restrições de circulação.

O que significa staycation? O termo surgiu da junção de duas palavras do inglês: “stay” que significa “ficar” e “vacation” que significa “férias”. Então staycation pode ser entendido como “ficar de férias” ao invés de “sair de férias” como costumamos dizer. No entanto, ele não se refere apenas a passar um tempo de folga no conforto do lar, inclui também atividades turísticas realizadas na cidade em que moramos ou pertinho dela.

Na pandemia a modalidade ganha ainda mais força porque as pessoas estão com receio de viajar e se expor ao vírus, com razão, e também pela dificuldade de se planejar uma viagem com a antecedência necessária. Afinal, atrações estão fechadas, restrições de circulação podem ser intensificadas e voos podem ser cancelados.

Para quem pretendia ir para o Exterior a situação é ainda menos animadora, com restrição para entrar em mais de 100 países o turista brasileiro se tornou o 2º mais rejeitado do mundo. Por isso o staycation surge como uma alternativa mais simples, que exige menos planejamento e é mais fácil de administrar em caso de mudanças repentinas provocadas pela pandemia.

Como aproveitar as férias em casa

1 – Ficar em casa
Sabe aquele livro que você comprou e ainda não leu? Ou aquela série que você queria maratonar mas não teve tempo? Ou que tal acampar com as crianças no quintal? As férias em casa não precisam ser chatas nem entediantes, afinal, é uma ótima oportunidade para relaxar ou simplesmente fugir da rotina. Normalmente quem viaja busca viver experiências culturais, gastronômicas, momentos de descanso, ou mesmo de agito e diversão.

Em casa, vale se aventurar na cozinha e preparar um almoço ou jantar especial. E caso suas habilidades culinárias não sejam lá essas coisas – ou você não queira ter trabalho – sempre dá para pedir algum prato bem gosto pelo delivery. Para algumas pessoas as férias em casa também podem ser a oportunidade ideal para tirar algum projeto pessoal do papel, ou pôr a mão na massa, literalmente. Reformar um cômodo da casa, dedicar tempo para algum hobby como pintar, tocar algum instrumento ou até mesmo montar aquele quebra-cabeça de 5 mil peças que ficou juntando poeira no armário.

2 – Reservar um hotel
Se você não aguenta mais ficar em casa, mudar de ares pode ser uma boa pedida. Reservar um hotel ou pousada na própria cidade é uma boa maneira de sair da rotina sem se preocupar com transporte. E já que não vai ser necessário gastar com passagens que tal investir em conforto? Para quem vive em apartamento ou em casa sem quintal pode ser bem interessante escolher um hotel com piscina, hidromassagem ou outras mordomias.

Uma hospedagem romântica em um hotel diferenciado pode ser uma excelente maneira de comemorar o aniversário de namoro – ou casamento – e passar bons momentos a dois.

Em família também não é uma má ideia ficar em um hotel – ou resort – na própria cidade, com atividades especiais para crianças. Outra opção é alugar uma casa de forma temporária, sites como o Airbnb, Vrbo e o próprio Booking facilitam esse processo e não é difícil encontrar hospedagens bem interessantes nos arredores. Quem sabe uma cabana fora da cidade em meio a natureza, um sítio ou uma cobertura com piscina e uma vista incrível? É uma boa maneira de sair de casa e ainda assim se manter isolado.

3 – Passeios bate e volta
Caso não haja restrições de circulação vale muito apostar em passeios curtos, perto de casa, com ida e volta no mesmo dia. Fazer uma trilha, se refrescar em uma cachoeira, fazer um piquenique, visitar alguma atração da região ou mesmo curtir um day use no hotel fazenda mais próximo podem ser boas formas de aproveitar as férias sem grandes deslocamentos. Dá para aproveitar bastante e sem gastar muito.

4 – Turistar pela própria cidade
Sabe aqueles pontos turísticos da sua cidade (como o Parque Ecológico) que todo visitante conhece, mas nos quais você nunca esteve? Pode ser uma ótima oportunidade para explorar o que sua cidade tem de melhor, mas com um olhar de turista. Visite lugares históricos, parques e fique atento às novidades tanto da cidade quanto no entorno dela.

Pode ser uma ótima oportunidade para explorar o que sua cidade tem – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal

Vantagens e desvantagens do staycation

Como em qualquer outro tipo de viagem, passar as férias em casa exige um mínimo de planejamento para que você possa aproveitar ao máximo. Afinal, férias costumam passar voando! Pode parecer bobagem, mas tratar sua cidade como qualquer outro destino que você está indo visitar pela primeira vez, ajuda a entrar no clima.

Vantagens

  • É mais simples e prático do que fazer uma viagem, não é preciso se preocupar com vistos e outros documentos;
  • É muito mais barato, já que não precisamos gastar com passagens aéreas ou aluguel de carro;
  • É menos cansativo, já que não tem necessidade de grandes deslocamentos;
  • Nem precisa estar de férias de fato, dá para trabalhar durante a semana e curtir o staycation no fim de semana ou no feriado;
  • Ao economizar com passagens sobra mais dinheiro no orçamento para investir em uma hospedagem mais confortável ou comer em um restaurante mais bacana;
  • É mais fácil mudar os planos caso não seja possível sair ou as atrações fechem.

Desvantagem
A principal – e talvez única – desvantagem é o perigo de se envolver com as tarefas domésticas ou até mesmo do trabalho. Se você tem dificuldade de se desligar realmente pode ser interessante mudar de ambiente, alugar uma casa ou passar uns dias em um hotel.

Publicidade