12 de julho de 2024 Atualizado 16:51

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pet

Conheça o maine coon, o maior gato do mundo

O Nossos Pets desvendou as características e cuidados com esses gentis felinos

Por Stela Pires

08 de julho de 2024, às 09h33 • Última atualização em 10 de julho de 2024, às 17h53

O maine coon é o maior gato do mundo. O tamanho dos bichanos gera curiosidade entre aqueles que não conhecem a raça. Por isso, o Nosso Pets desvendou tudo sobre as características e cuidados desses felinos.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A raça é fofura em dose dupla, ou melhor, em dobro de tamanho. Os bichanos são gentis, peludos, elegantes e grandes. Eles podem atingir até 44 cm de altura, enquanto os SRD (sem raça definida) costumam ter 25 cm. Quando o assunto é comprimento, o maine coon chega a um metro, medindo do nariz à ponta do rabo. 

No comportamento, o maine coon é extremamente dócil, meigo e companheiro, de acordo com a médica veterinária especializada em medicina felina Raíssa Stock, de Americana.

Ela aponta ainda que apesar de ter o dobro do tamanho de alguns gatinhos, ele se dá bem com os menores e com outros animais de estimação.

“São gatos bastante independentes e se adaptam a novos lugares com facilidade. Essa raça se dá muito bem com cachorros e gosta de brincar com água”, disse. “Eles são carentes de cuidados e atenção, necessitando sempre de companhia”.

@o_liberal

GATÕES PASSANDO PELO FEED 🐈 A repórter Stela Pires foi conhecer, na última semana, um casal de Americana que é tutor das gatas Sayuri e Hana . Elas são da raça maine coon, considerada a maior do mundo. 🌎 Estes felinos podem atingir quase meio metro de altura e um metro de comprimento. Os gatos maine coon têm rabo esvoaçante e com bastante pelo e uma personalidade companheira e que ama brincadeiras. Curioso, né? 📲 Confira mais no vídeo e na reportagem em liberal.com.br #gatos#pets #mainecoon

♬ som original – Jornal O Liberal – Jornal O Liberal

Assim como suas especificidades de aparência, essa raça também tem particularidades relacionadas à saúde. Raíssa aponta que, por ser “gigante”, o maine coon pode desenvolver displasia coxofemoral, assim como cães de porte grande como labradores e rottweilers. 

Além disso, eles podem desenvolver doenças cardíacas como cardiomiopatia hipertrófica.

“Assim como qualquer doença, muitas vezes não dá para evitar, mas podemos manter em controle e com qualidade de vida”, disse a especialista.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

As orientações da veterinária são a realização de exames anuais; manter a imunidade em alta, muitas vezes utilizando vitaminas e probióticos; vacinação em dia e não ter acesso a rua.

“Manter uma boa alimentação, rica em nutrientes e proteína, dando preferência a alimentos que ajudam a controlar o peso e fortalecimento das articulações”, disse.

A expectativa de vida, no entanto, é a mesma dos pequenos SRD, vivendo de nove a 15 anos. Os cuidados do dia a dia, assim como brincadeiras, são os mesmos dos outros gatos.

Personalidade apaixonante 

Catarina e João com as gatas Sayuri e Hana, da raça maine coon – Foto: Marcelo Rocha/Liberal

A personalidade do maine coon foi um fator decisivo para a escolha da raça quando o casal Catarina Pelisson da Cruz, 20, e João Henrique Camelo Kogake, 25, de Americana, decidiu ter um animal de estimação. 

“O interesse veio por intermédio do meu pai, já que ele trabalhou com pet shop por mais de 10 anos e conhecia a raça. Aí fomos pesquisando e nos apaixonamos por esses gigantes gentis”, disse Catarina.

O primeiro aspecto que chamou a atenção do casal foi o tamanho dos bichanos e em seguida a descoberta de que a raça é companheira. “A pelagem deles também é muito macia, com os pelos longos e a cauda bem espessa”.

Assim, decidiram pela Sayuri, que completa dois anos de idade em 2024. A gata é curiosa, gosta de explorar todos os cantos da casa e adora escalar a tela de proteção. 

Com o tempo sentiram que a “primogênita” poderia estar sentindo falta de outro gato para as brincadeiras. Foi assim que Hana chegou após um ano. 

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

“Ela já é mais reservada, gosta de dormir bastante e comer”, contou a tutora. Apesar das personalidades distintas, as gatas se deram muito bem. Brincam de pega-pega e caçam insetos juntas. Além disso, adoram “dar banho” uma na outra. 

Os gastos mensais com a dupla são semelhantes aos de outros gatos. Os tutores compram ração super premium de 7,5 kg, que dura cerca de dois meses. Além disso, areia sanitária e sachês. O investimento inicial para ter a raça é de R$ 3 mil a R$ 4,5 mil.

“Elas são a nossa alegria e da família inteira, todos amam a presença delas, Sayuri e Hana pedem carinho para todos. […] Elas nos esperam na porta sempre que voltamos de algum lugar. Ficam animadas quando chegamos e nos enchem de carinho”, contou Catarina.

Publicidade