06 de maio de 2021 Atualizado 23:59

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pet

Alimentação balanceada permite até 15% de sobrevida dos animais

Auxílio do profissional se torna ainda mais importante diante da vasta variedade de alimentos para os animais encontrada no mercado

Por Isabella Holouka / Natália Velosa

04 Maio 2021 às 11:53

“Alimento balanceado ajuda a evitar algumas patologias, com exceção daquelas que são genéticas”, afirma médico veterinário - Foto: Adobe Stock

Um cachorro ou gato alimentado adequadamente desde a infância até a fase adulta, ingerindo as vitaminas e minerais adequados à idade e espécie, dificilmente terá alterações metabólicas e pode viver até 15% mais.

A informação é do médico veterinário Leandro de Carvalho, técnico responsável pela VitaClassic Nutrição Animal, produtora localizada em Americana.

“O aparelho digestivo e o metabolismo do animal serão alimentados como um todo, com tudo o que ele precisa”, explica o veterinário. “Um alimento pobre em nutrientes facilita doenças. Mas o alimento balanceado ajuda a evitar algumas patologias, com exceção daquelas que são genéticas”, afirma.

Para isso, a recomendação é a consultoria de um médico veterinário que a partir da análise das condições do animal vai indicar a conduta mais adequada. O auxílio do profissional se torna ainda mais importante diante da vasta variedade de alimentos para os animais encontrada no mercado.

Há, inclusive, alimentos terapêuticos, indicados para auxiliar na manutenção da qualidade de vida dos cães ou gatos que têm doenças cardíacas, renais, hepáticas, de pele ou metabólicas.

O veterinário lembra ainda da importância da ingestão de água ao longo do dia, já que a desidratação pode ser extremamente prejudicial aos pets.

“Um quadro de desidratação severa pode levar o animal a óbito. A água acaba sendo um alimento também fundamental para a sobrevivência, tanto do sistema digestivo quanto do neurológico”, finaliza.

Publicidade