03 de março de 2021 Atualizado 12:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mudanças por atacado

JAC apresenta a linha 2021 dos SUVs da marca

Montadora chinesa aposta em renovação visual e painel dos modelos T40, do T50 e do T60

Por Auto Press

26 dez 2020 às 08:01 • Última atualização 26 dez 2020 às 08:02

Desde o final do ano passado, a chinesa JAC vem tentando se reinventar no Brasil. Apostou em modelos elétricos e hoje tem nada menos que um hatch subcompacto, dois SUVs, uma picape média e dois caminhões urbanos na gama. Já em relação aos modelos tradicionais, com motores térmicos, a marca hoje só oferece utilitários esportivos. E três deles foram modificados para a linha 2021.

O compacto T40 recebeu um facelift clássico, com pequenas alterações nos para-choques e na grade, enquanto T50 e o médio T60 receberam mudanças de maior vulto, principalmente na frente, com uma nova composição dos elementos, com os faróis instalados nos para-choques e lanternas em led na borda do capô – em um esquema semelhante ao da picape Fiat Toro.

JAC T40 – Foto: Divulgação

No pacote de novidades, estão a introdução de equipamentos – todos os modelos têm teto solar de série, por exemplo – e um painel redesenhado, para receber a nova tela de 10,2 polegadas das central multimídia.

Outro ponto importante é que agora todos eles passam a se conectar aos smartphones através dos aplicativos Android Auto e Apple CarPlay. Na linha 2020, a JAC usava um sistema de espelhamento que não era nada funcional.

O T40, que tem 4,14 metros de comprimento, atua na faixa de entrada dos SUVs compactos. O modelo aparece com duas motorizações: um 1.5 litro de 125 cv e 15,5 kgfm, gerenciado por um câmbio manual de cinco marchas e um 1.6 litro de 138 cv e 17,1 kgfm, acoplado a um câmbio CVT. O primeiro sai a R$ 79.990 e o segundo a R$ 88.990.

JAC T50 – Foto: Divulgação

Eles contam de série, de mais relevante, com controle de estabilidade e tração, trio elétrico, sensores de obstáculos dianteiros e traseiros, luzes diurnas de led, freios a disco nas quatro rodas, luzes de conversão, que acompanham o esterçamento das rodas em baixa velocidade, volante multifuncional, sensor de luminosidade, controle de cruzeiro e rodas de liga leve de 16 polegadas.

A versão CVT ainda traz ar-condicionado automático e sistema start/stop. Por mais R$ 3 mil, ambos podem receber opcionalmente revestimento em couro sintético nos bancos e câmera de ré.

O novo JAC T50 chega empurrado pelo mesmo motor 1.6 com CVT usado no T40 e tem praticamente os mesmos equipamentos e custa R$ 101.990. O modelo, com 4,34 metros de comprimento, ganha quatro airbags adicionais, mas perde controle de cruzeiro, sensor de luminosidade e luz diurna em led. No conjunto de opcionais Pack3, que eleva o preço a R$ 105.990, esses recursos retirados são devolvidos e ainda ganha banco em couro sintético, câmera 360, câmera de ré, chave presencial e retrovisores externos rebatíveis.

JAC T60 – Foto: Divulgação

Mas a maior aposta da JAC é no T60. O modelo, segundo a marca, foi refinado pela engenharia da Volkswagen, que já detinha 25% das ações da fabricante chinesa e comprou mais 50% da empresa por 1 bilhão de euros, ou R$ 6,1 bilhões, em maio desse ano.

O T60 traz um motor 1.5 turbo com 168 cv e 21,4 kgfm, gerenciado por um câmbio CVT com seis marchas pré-programadas. O SUV médio, que tem 4,41 metros de comprimento, custa iniciais R$ 118.990.

Ele traz de série, ar automático, câmera 360, seis airbags, chave presencial, freio de estacionamento elétrico, painel digital configurável e rodas de liga leve de 17 polegadas. Como opcional, couro sintético e câmera de ré, que adicionam R$ 3 mil ao preço final.

Publicidade