21 de maio de 2022 Atualizado 21:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Futuro

Hyundai Ioniq 5 vai além da moda dos carros elétricos

À frente do tempo, carro seduz pelo pragmatismo combinado com estilo e versatilidade

Por Alessio Sanavio / Auto Press

06 Dezembro 2021, às 07h07

Sem escapar do chavão, mas mantendo a precisão, o Hyundai Ioniq 5 é um carro muito à frente de seu tempo. E, sem dúvida, estabelece um marco no mundo automotivo. Ele é moderno e futurista, mas concreto e pragmático, sem as frescuras excessivas que hoje caracterizam carros atuais.

Tecnologia com função objetiva, e não a vaidosa busca pela última tendência, em geral inútil. Do ponto de vista do design, elementos comuns são identificados com muitos carros que marcaram a história do automóvel e que, nos próximos anos, ficarão consolidados.

Hyundai Ioniq 5 vai além da moda dos carros elétricos e seduz pelo pragmatismo combinado com estilo e versatilidade – Foto: Divulgação

A frente é baixa, agressiva, e a silhueta traz elementos estilísticos típicos de um ‘hot hatch’. As linhas angulares parecem ter sido esculpidas com uma espátula, mas não é geométrica e sem graça. Ao contrário: traz uma musculatura bem marcada. O que é certo é que este novo Hyundai Ioniq 5 tem um design único, mas familiar e cheio de personalidade.

O modelo 100% elétrico da Hyundai oferece duas capacidades de bateria, 58 kWh e 72,6 kWh, e duas configurações de motores, com tração integral ou traseira.

A tração integral é realizada através de dois motores desarticulados, colocados nos respectivos eixos, e gerenciados por uma unidade de controle que analisa os parâmetros da estrada e decide a melhor maneira de distribuir a tração. Esse tipo de solução evita, portanto, um excesso de equipamento e reduz o peso geral ao mínimo.

– Foto: Divulgação

A autonomia do novo Hyundai Ioniq 5 é bem interessante. O modelo de tração traseira com uma bateria de 72,6 kWh – o de maior bateria e menor consumo – pode atingir 480 km no ciclo misto e 680 no ciclo urbano, segundo as normas do padrão WLTP.

Um dos elementos que caracterizam o hatch 100% elétrico é o sistema de carregamento. Usando colunas elétricas de alta potência (as de 350 kW), o carro permite carregamento rápido de 10% a 80% em apenas 18 minutos. Na prática, isso significa um ganho de 100 km de autonomia em cinco minutos de carregamento.

Obviamente, este tipo de carregador não é ainda popular, nem se encontra em qualquer lugar. Mas é um futuro inexorável. No padrão mais comum atualmente, com colunas de 7,4 kW e 11 kW, o tempo de recarga completa fica entre sete e 11 horas.

Também merece destaque o fato de que o sistema de armazenamento do carro é bidirecional. Ou seja: o carro é capaz de receber energia e acumulá-la nas baterias, mas também é capaz de fornecer eletricidade (até 3,6 kW) para uso geral – tem inclusive uma tomada de 220 V sob o assento.

Um capítulo separado deve, sem dúvida, ser dedicado ao tema do interior, outro ponto deste Hyundai muito bem-sucedido. A bordo, a sensação geral de calma, típica de modelos elétricos, é acentuada pelas linhas limpas, cores suaves, com um aspecto de ordem e limpeza.

O console traz dois grandes displays de 12,3 polegadas, numa arrumação que lembra alguns modelos da Mercedes-Benz. Destaca-se o console central, com espaço abundante, que pode deslizar para frente e para trás em até 14 cm.

Publicidade