17 de janeiro de 2021 Atualizado 18:26

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Motors

Citroën C3 ganha visual renovado

O carro, que deve chegar ao Brasil em 2021, vem com um design moderno, agressivo e elegante ao mesmo tempo

Por Auto Press

14 nov 2020 às 15:54

A segunda fase da terceira geração do Citroën C3 ganhou muitos detalhes estéticos e funcionais melhorados, bem de acordo com os parâmetros definidos para a marca pelo Grupo PSA: criar carros originais, cheios de caráter e surpreendentes.

O painel é misto, analógico e digital, com as principais informações divididas entre instrumentos clássicos e tela – Foto: Divulgação

O carro, que deve chegar ao Brasil em 2021, vem com um design moderno, agressivo e elegante ao mesmo tempo. Chama a atenção a nova frente, forte e ousada.

A renovação visual incluiu grade, para-choques e conjuntos óticos, além de adicionar uma boa capacidade de personalização e estilo.

São até 97 combinações externas, quatro cores de teto, três de interior e seis desenhos de roda. As rodas de liga leve, mesmo aquelas com design renovado, estão disponíveis em duas versões: 16 e 17 polegadas.

O Citroën C3 passou a ser equipado com os assentos Advacend Comfort, que se adaptam ao corpo do ocupante e até agora eram reservados apenas para modelos das gamas superiores.

Trata-se de um assento largo, envolvente, inspirados em móveis de casa, mas também com grande suporte para o corpo. O carro oferece ainda duas novas combinações para os interiores.

Uma dessas harmonizações, chamada de Émeraude, ou Esmeralda em francês, é baseada no contraste entre cores predominantemente escuras e detalhes coloridos para uma personalidade mais dinâmica. A outra, batizada de Techwood, lembra o mundo de móveis escandinavos de alta qualidade com materiais refinados e um toque delicado.

O C3 traz motores de última geração, já conformados para as normas Euro 6. Há três motores disponíveis. Começa com um 1.2 Pure Tech aspirado a gasolina, 83 cv e 12, kgfm, gerenciado por uma transmissão manual de cinco velocidades, que faz o zero a 100 km/h em 13,3 segundos e máxima de 169 km/h.

O mais forte a gasolina é o 1.2 Pure Tech turbo com 110 cv e 20,9 kgfm, e transmissão manual de seis velocidades, que faz de zero a 100 km/h em 9,4 segundos.

Por fim, o motor turbodiesel 1.5 Blue HDi de 100 cv e 25,5 kgfm, com transmissão manual de cinco velocidades, que faz o zero a 100 km/h em apenas 10,4 s. POR FABIO MANARA – INFOMOTORI.COM/ITÁLIA_AUTO PRESS

Publicidade