24 de Maio de 2020 Atualizado 09:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Fique em Casa

Máscara caseira é simples e fácil de ser feita; veja dicas

Ministério da Saúde orienta que todo cidadão faça a própria máscara usando tecidos disponíveis em casa; peça evita a disseminação do novo coronavírus

Por Débora de Souza

10 abr 2020 às 08:38 • Última atualização 10 abr 2020 às 10:08

Devido à escassez de máscaras em farmácias e lojas especializadas, provocada pela alta demanda do artigo em todo o país, a confecção de máscaras caseiras tem se tornado um fenômeno em todo o mundo. No Brasil, o Ministério da Saúde também orienta a confecção da peça e até disponibilizou no seu site um molde de como fazer.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

Então, que tal aproveitar o período de isolamento em casa e fazer sua própria máscara? Mas atenção. Há cuidados importantes a serem tomados, especialmente quanto ao uso e higienização da peça para que ela se torne realmente eficaz no combate à proliferação do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o Ministério da Saúde, o artigo pode ser feito com qualquer pano (TNT, de algodão, tricoline e outros) e deve ser usado sempre que precisar sair de casa para atividades essenciais.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
O uso da máscara é recomendado a quem precisa sair de casa

Segundo o pneumologista Ricardo Siufi, médico no Hospital das Clínicas da Unicamp e Membro da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, a máscara caseira funciona como barreira mecânica a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus por pessoas assintomáticas ou pré-sintomáticas que podem estar transmitindo o vírus sem saberem.

“O vírus já é circulante em uma boa parte das cidades do interior. Ao sair para a rua, o pedestre deve estar de máscara e levar uma adicional, além de um saco para acondicioná-la quando retornar para casa”, explica o especialista.

Covid-19: confira aqui as iniciativas para doação de alimentos e produtos na região e ajude quem mais precisa

O uso da máscara caseira é recomendado principalmente para as crianças. Isso porque estudos recentes apontam que as crianças, quando infectadas, apresentam poucos ou nenhum sintoma e, por isso, exigem cuidados extras para que não transmitam a doença.

O pneumologista chama atenção para outros cuidados que devem ser tomados durante o uso do artigo. “Deve-se evitar ao máximo tocar a face externa da máscara, pois é aí que ficam albergados os microrganismos, já que a máscara funciona como proteção. Não se deve tocar a região do nariz e boca e sempre tomar os cuidados habituais, como não tocar o olho, fazer higienização adequada das mãos com álcool 70% ou água e sabão e jamais compartilhar a máscara. Após o uso, deve ser descartada imediatamente”,ressalta.

Confira as dicas de segurança para uso da máscara:

• Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;

• A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;

• Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

• Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;

• Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;

• Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;

• Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, vale desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, camiseta rasgada, cortina, o que for.

FONTE: Ministério da Saúde