02 de março de 2021 Atualizado 14:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Moda e Estilo

Flores na decoração

Confira uma seleção de plantas que se encaixam em ambientes fechados

Por Redação

05 fev 2021 às 16:37

Encontrar opções de plantas para ambientes fechados é sempre um desafio, uma vez que para esses tipos de ambientes são poucas comuns. Primeiramente elas precisam ser resistentes à falta de luz. No entanto confira uma seleção de plantas que se encaixam nesses tipos de ambientes, todas tem tolerância a sombra e são bem adequadas para salas de estar, lojas, escritórios, entre outros ambientes onde outras não sobrevivem. Existem plantas de folhagem estampadas, flores coloridas e formas estranhas. Mas ainda assim suportam ficar em sombra em locais fechados sem problemas. Confira.

Maranta
Suas folhas tem cores e formas diferentes e simétricas, dessa forma ela se torna uma planta muito interessante para jardins internos mais modernos. Maranta é na verdade um gênero que compõe mais de 30 espécies de plantas com belas folhagens, sendo que essas variedades se espalham por todas as florestas úmidas e tropicais do mundo. Seu tamanho pode chegar até 50 cm de comprimento, com seus caules que podem pender ou crescer para cima. Por ser nativa de florestas tropicais não gosta de receber luz direta em sua folhagem. Deixe uma maranta sempre em ambientes fechados, longe do sol, mas que ainda receba de 2 a 3 horas de muita luz indireta.

Maranta – Foto: Pinterest

Ficus-lira
Suas folhas grandes, escuras e brilhantes são fascinantes. Essa maravilhosa arvore lenhosa é nativa das florestas africanas e em seu habitat pode alcançar os 12 metros de altura. No entanto em vasos e em ambientes internos com poda adequada isso possa demorar um pouco. A Ficus-lira pode ser usada para muitos fins decorativos, tanto em ambientes externos quanto externos. Mas seu principal uso atualmente é no cultivo dentro de salas, escritórios entre outros locais com espaço. Pode ser cultivada em sol pleno ou meia-sombra dentro de ambientes internos. Exige muita luz indireta, dessa forma deve ficar próxima a locais de entrada. Quando alinhadas, a folhagem espeça da Ficus-lira pode atuar como isoladora de som, deixando ambientes mais tranquilos.

Ficus-lira – Foto: Pinterest

Planta-chinesa-do-dinheiro
Também conhecida como planta-panqueca. É uma planta nativa das florestas úmidas e tropicais da China. Pode chegar até os 30 cm de altura. Deve ser cuidada e estaqueada mesmo sendo baixa, pois com o tempo ela tende a cair. Por ser uma planta de pequeno porte pode ser cultivada em diversos espaços para fins decorativos. Mas saiba que essa plantinha exige atenção pois precisa de ambientes com circulação de ar, não gostando de ficar sufocada por outras plantas e objetos. Exige muita luz indireta, devendo sempre fazer a rotação para receber luz em todas as folhas proporcionalmente. Outra exigência é que suas folhas precisem ser limpas para não serem sufocadas com poeira.

Planta-chinesa-do-dinheiro – Foto: Pinterest

Planta aérea
Imagine só ter plantas que não precisam de solo nem substrato especial? Essas curiosas plantas são nativas das florestas também tropicais do Tailândia e países próximos, normalmente crescem em arvores vivas ou mortas e em pedras. Existem várias espécies, sendo um gênero bem grande e diversificado. O tamanho pode variar de 5 até 50 cm de comprimento. Quando se trata de usá-las como decoração existem infinitas possibilidades, desde medusas, plantas em vidros, amarradas em fios e muito mais. A única coisa que exigem é luz indireta e para regar esse tipo de planta você deverá usar simplesmente um spray em sua folhagem.

Planta aérea – Foto: Pinterest

Hera inglesa
Suas folhas são estreladas e pode ser usada tanto como planta pendente quanto como trepadeira., podendo chegar a 12 metros de comprimento. Muito usada em treliças, cercas e até mesmo como cobertura. Se podada corretamente permanecerá sempre pequena em um vaso. É uma planta muito versátil, se adaptando a vários ambientes de luz desde sol pleno até sombra

Hera inglesa – Foto: Pinterest

Bromélia
Bromélias são plantas muito coloridas e vivas, suas flores também podem durar meses. Existem espalhadas pelas florestas tropicais várias espécies, com hábitos, cores, tamanhos e formas diferentes. Algumas espécies gostam de solo e outras são como orquídeas, assim como existem espécies que preferem sol pleno e outras que gostam de sombra. As de sombra são as melhores para se ter dentro de casa. São plantas fáceis de cultivar, mas possuem exigências bem incomuns como o solo fresco, regas nas folhas além do fato de morrerem depois da floração.

Bromélia – Foto: Pinterest

Planta Jade
Certamente uma suculenta bem simpática e fácil de cultivar. Pode se tornar uma mini arvore em sua casa, sem muito esforço! Nativa da África do Sul, pode se tornar um arbusto de quase 2 metros de altura. Normalmente é cultivada em vasos decorativos dentro de casa, tolerando muito bem a falta de luz direta. Mas pode ser cultivada em ambientes externos com sol pleno também. Seu cultivo é fácil apenas exigindo solo arenoso e boa drenagem, pois não tolera solo encharcado.

Planta Jade – Foto: Pinterest

Kalanchoe
Muitas flores vivas, por muitos dias e com pouco trabalho. São nativas de países quentes como a África, não crescem mais do que 40 cm e são super resistentes. É ideal para uma sala de estar, não combinando muito com um escritório. Pode tolerar sem problemas meia-sombra, mas caso queira que floresça será necessário fornecer pelo menos muita luz indireta.

Kalanchoe – Foto: Pinterest

Pata de Elefante
Parece uma palmeira, mas não é. Suas folhas são alongadas e sua base, que dá origem ao nome, é achatada. Ela é nativa dos desertos do México, em seu habitat natural pode chegar aos 6 metros de altura. Em ambientes internos dificilmente passará dos 3 metros de altura, mas levará muitos anos para acontecer. Uma vantagem de se ter uma Pata de Elefante é que mesmo grande ela pode ser cultivada em vasos pequenos, devido as suas raízes curtas.

Pata de Elefante – Foto: Pinterest

Begônia
Além de serem lindas, as begônias são fáceis de cultivar. O tamanho varia de espécie para espécie já que são 1400. A maioria exige meia sombra, mas normalmente resiste bem no sol pleno. Na decoração podem ser usadas como plantas em vasos, em ambientes que você quer dar mais cor e vida.

Begônia – Foto: Pinterest

Bambu da sorte
Os bambus da sorte são nativos do continente africano, chegam próximo a 2 metros, mas podem ser podados para manter o tamanho controlado. São plantas que não toleram sol pleno exigindo sempre meia sombra e luz indireta para crescer. Normalmente em ambientes internos são cultivados de maneira hidropônica. Seguindo as exigências pouco comuns dessa planta ela se torna muito fácil de cultivar, ficando muito bem em ambientes como o de escritórios.

Bambu da Sorte – Foto: Pinterest

Gloxínia
As gloxínias são plantas com folhagem simples, mas suas flores são muito exuberantes. Por serem plantas nativas da América do Sul são muito bem cultivadas no Brasil. Pode ter no máximo 30 cm de altura, sendo assim uma planta de porte muito pequeno. Sua floração exuberante ocorre em todos os meses de verão. Exige meia sombra, nunca devendo ficar em sol pleno. A melhor forma de plantar uma gloxínia são em vasos como centro de mesa.

Gloxínia – Foto: Pinterest

Fonte: guiadejardinagem

Publicidade