30 de setembro de 2020 Atualizado 09:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Gastronomia

Aproveite cascas de legumes para enriquecer as receitas

O reaproveitamento pode encher suas refeições de sabor, gerando economia e benefícios à saúde

Por Redação

13 ago 2020 às 08:19 • Última atualização 13 ago 2020 às 08:21

Receitas feitas com legumes ou carnes são essenciais para encher de sabor pratos diversos, como sopas, arroz, ensopados e risotos. Além disso, utilizando as sobras dos legumes usados no dia a dia, como cascas, talos e extremidades, é possível preparar em casa refeições cheias de sabor e de nutrientes, como vitaminas e sais minerais.

Além de ser uma medida econômica, preparar caldos caseiros ajuda na manutenção da saúde. Inclusive, em muitos casos, é na casca ou nas folhas onde está concentrado o mais elevado valor nutricional de diversos alimentos.

As cascas da cenoura, por exemplo, são ricas em vitamina A – Foto: Adobe Stock

As folhas das cenouras são ricas em vitamina A; as da beterraba se destacam pelo potássio, mineral que ajuda a regular a pressão arterial, enquanto as da couve-flor possuem fósforo, que ativa e protege a memória.

Veja as dicas que a Adria, marca de massas, biscoitos e torradas, elaborou para o Mais Sabor e aprenda como fazer caldos em casa, utilizando sobras de vegetais.

Dicas de como utilizar e conservar talos, folhas, cascas, pontas e miolos dos legumes:

1: Assim que chegar da feira ou supermercado, higienize os legumes. Para as raízes, como batatas, rabanetes e cenouras, utilize também uma escovinha para retirar resíduos de terra;

2: As sobras, como talos, folhas, cascas, pontas e miolos podem ser aproveitados, basta higienizá-las também. Descarte apenas as folhas que estiverem amareladas;

3: Para a higienização correta, o método recomendado pelo Ministério da Saúde é mergulhar a verdura em 1 litro de água com 1 colher de hipoclorito de sódio (água sanitária) e deixar durante 15 minutos em uma bacia. Em seguida, lave novamente folha por folha em água corrente, até o resíduo sair por completo;

4: Após higienizar, reserve-as em um saco plástico ou refratário para acondicioná-las, conforme for utilizando os legumes;

5: Os gavetões de baixo da geladeira são os mais indicados para guardar vegetais. Isso porque estão mais longe do congelador, garantindo que as folhas não queimem com o frio excessivo;

6: Junte as sobras por até cinco dias para ter uma boa quantidade, mas não deixe passar desse tempo para que os alimentos não estraguem. Depois, basta colocar em uma panela, cobrir com água fria suficiente para cobrir os legumes e cozinhar em fogo baixo por 30 a 50 minutos. Para dar um toque de sabor, adicione uma cebola descascada e três dentes de alho. Depois que esfriar, basta coar e congelar em forminhas de gelo, para utilizar aos poucos, no dia a dia, em pratos deliciosos e saudáveis;

7: Sabe o frango assado de domingo? Muita gente joga fora a carcaça, asas e outras partes com pouca carne, sem imaginar que também rende um caldo delicioso. Basta seguir a mesma receita do caldo de legumes e acrescentar essas partes do frango. O segredo para obter um caldo límpido é colocar a carcaça junto com os legumes em água fria e cozinhar aos poucos, pois a água fervente gera uma reação na proteína que deixa o caldo turvo. Não utilize as peles do frango, pois deixam o caldo gorduroso. Inclusive, os franceses consideram este caldo um ingrediente nobre na cozinha e o chamam de caldo de frango dourado, pois fica com uma cor mais intensa do que o caldo de frango feito com a ave crua. Agora, que tal usar o caldo em uma receita especial, prática e nutritiva?

Publicidade