22 de abril de 2021 Atualizado 08:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Gastronomia

Alimentos leves para o bem-estar e hidratação no Verão

Frutas, legumes e grãos são aliados da saúde durante os dias mais quentes do ano

Por Redação

29 dez 2020 às 08:02

Nos dias frios, o consumo de calorias do corpo é maior como forma de mantê-lo aquecido. Por isso, no inverno e outono, é natural sentir vontade de ingerir alimentos mais calóricos.

Em contrapartida, no verão ocorre justamente o contrário: como o organismo não precisa gastar a mesma quantidade de calorias para conservar a sua temperatura – o equivalente a 36 º C -, as pessoas naturalmente se sentem mais atraídas por alimentos mais leves.

Algumas frutas são naturalmente ricas em água, um componente fundamental para a hidratação do corpo – Foto: Imagem de Jill Wellington por Pixabay

É nos dias quentes que o corpo precisa aumentar a circulação de sangue para que a pele troque calor com o ambiente e mantenha a sua temperatura interna estável. Quando se consome uma refeição mais pesada, um grande volume de sangue é direcionado ao aparelho digestivo para otimizar a digestão dos alimentos, o que pode levar a uma sensação de mal-estar, suor, cansaço e sono, pois o organismo não consegue gerenciar as duas altas demandas de circulação sanguínea.

Portanto, com a chegada verão, o ideal é dar preferência a certos alimentos como vegetais, legumes e frutas. Além de seus inúmeros benefícios ao organismo, eles são naturalmente ricos em água, um componente fundamental para a hidratação do corpo, ainda mais nos dias quentes.

Cyntia Maureen, nutricionista da Superbom, explica que com as altas temperaturas, o corpo elimina mais líquido e sais minerais do que o normal e a hidratação deve ser uma prioridade na hora de escolher os alimentos a serem consumidos.

“O suor é composto basicamente por água e sais minerais. Quando o corpo perde essas substâncias, precisamos repô-las de alguma forma. Para a hidratação, o recomendado é beber muita água, cerca de 35ml por kg de peso, mesmo quando não estamos com sede. Sucos naturais e chás fitoterápicos frios também são bem-vindos, mas não devem substituir a água. Já os sais minerais, nutrientes que fornecem substâncias importantes como sódio, potássio e magnésio, podem ser repostos com a alimentação. Enquanto o sódio está presente em alimentos que contenham sal e o potássio em frutas como laranja e uva, o magnésio é adquirido em grãos como o milho, lentilha, nozes e amêndoas. Muitos desses alimentos estão presentes em nossos produtos como sucos, snacks e até carnes vegetais à base de ervilha”, destaca Cyntia.

Segundo a nutricionista, alguns pratos são ótimas pedidas para a estação, como saladas, vitaminas, saladas de frutas e até mesmo massas integrais com molhos naturais e ingredientes leves.

A profissional ainda complementa: “Para quem busca aquele bronzeado, cenoura, abóbora e beterraba são ótimas opções. Elas possuem betacaroteno, uma espécie de bronzeador natural, que além de ajudar no bronzeamento, também auxilia a ter uma pele mais saudável e protegida contra agentes nocivos do dia a dia “.

Cyntia destaca que também é importante reduzir ou retirar os alimentos mais gordurosos e fritos do cardápio, substituindo-os por saladas, que atuam na homeostase térmica – mecanismo biológico pelo qual o corpo mantém sua temperatura natural.

Na hora de temperá-la, uma boa opção são ervas, limão, pouco sal e azeite. “Vale lembrar que no calor, além de priorizarmos os alimentos leves, devemos nos atentar à conservação dos alimentos. As bactérias se proliferam mais rápido em ambientes quentes, então, tanto a higiene quanto a refrigeração são cuidados essenciais nessa época”, finaliza.

Publicidade