14 de julho de 2020 Atualizado 22:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Faz bem

Spirulina diminui colesterol e ajuda emagrecer

Popularmente conhecida como “Alga Azul”, ela é, na realidade, uma cianobactéria rica em nutrientes e que é capaz de realizar a fotossíntese

Por Da Redação

29 fev 2020 às 08:36

Popularmente conhecida como a “Alga Azul”, a spirulina é, na realidade, uma cianobactéria, rica em nutrientes e que é capaz de realizar a fotossíntese. Seus inúmeros benefícios vão do auxílio no tratamento da osteoporose até à prevenção do envelhecimento precoce. Além disso, é um importante aliado no processo de emagrecimento, nutrição e saciedade do corpo.

Eleita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “alimento do milênio,” por conter mais de 50 nutrientes fundamentais ao organismo, a spirulina traz grandes vantagens para quem incluí-la em uma dieta balanceada. Ela é rica em proteína, aminoácidos, vitamina A (10x mais que qualquer alimento), vitamina do complexo B, vitamina E, minerais e ácidos fenólicos.

Foto: Divulgação
Seus inúmeros benefícios vão do auxílio no tratamento da osteoporose até à prevenção do envelhecimento precoce

A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo, explica os benefícios do suplemento no dia a dia. “O consumo recomendável diário fica entre 500mg duas vezes ao dia, dependendo da necessidade de cada um. Já que quem busca consumir o produto vai desde atletas até pessoas que buscam melhorar a qualidade de vida”, explica.

Indicada até mesmo como complemento alimentar para atletas, a spirulina é composta de até 70% de proteínas. “A abundancia desse componente é essencial para o organismo, visto que o nosso corpo não consegue produzir sozinho e só obtém através da própria nutrição. Pode ser uma grande parceira para quem está introduzindo uma alimentação restrita a carne”, destaca a especialista.

Querida pelos cardiologistas, a spirulina previne e reduz os níveis de LDL – colesterol ruim ao corpo – através de seus ácidos graxos. “Ela atua na dilatação dos vasos sanguíneos e na diminuição da pressão arterial”, explica Ellen.

ANTI-IDADE E ANTI-INFLAMATÓRIO

A spirulina combate os radicais livres por meio da sua grande quantidade de antioxidantes, além de vitaminas B1 e E, dos minerais, magnésio, ferro, manganês e betacaroteno, presentes em menor quantidade em frutas e legumes. Esses componentes estimulam na renovação da pele, cabelo e unha; além de auxiliarem na recuperação de processos inflamatórios e prevenir doenças degenerativas.

Se comparado ao espinafre, ela oferece mais que o dobro de ferro. O mineral é capaz de aliviar sintomas como dor de cabeça, cansaço e estresse através do aumento da oxigenação celular. “Claramente, a prevenção da anemia também é uma das vantagens, o ferro é fundamental para isso”, completa a nutricionista.

CUIDADO DE DENTRO PARA FORA

O sistema imunológico é fortalecido a partir da enorme quantidade de vitamina E e de Zinco que a spirulina fornece. O componente estimula a produção das chamadas “células T” – responsáveis pela identificação de invasores no organismo – e aminoácidos capazes de fazer renovação celular.

AUXÍLIA NO PROCESSO DE EMAGRECIMENTO

E até para quem busca diminuir os números na balança, a spirulina dá essa “mãozinha”. A sensação de saciedade, fornecida pela fenilanina, faz com se coma menos. O suplemento também favorece na limpeza e desintoxicação do organismo, já que sua ação depurativa acelera o metabolismo. “Uma pessoa com síndrome metabólica, por exemplo, pode se beneficiar da ação anti-inflamatória da alga, refletindo na diminuição do tecido adiposo” finaliza a especialista Ellen D’arc.