27 de maio de 2022 Atualizado 20:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Bem-Estar

Seis alimentos aliados no tratamento e na prevenção das varizes

Estudo recente aponta alguns alimentos que exercem um papel importante no tratamento das veias varicosas

Por Dino Divulgador de Notícias

20 Janeiro 2022, às 16h04 • Última atualização 20 Janeiro 2022, às 16h05

Com a chegada do verão a preocupação com o corpo só aumenta. O sol e o calor trazem com eles velhos conhecidos das mulheres: inchaço, sensação de peso nas pernas, formigamento e dor. Incômodos típicos de quem sofre com varizes, um problema que vai muito além da estética.

Segundo o ex-presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), Bruno de Lima Naves, as varizes são apenas um dos sintomas de um problema mais complexo: a insuficiência venosa crônica (IVC), uma das doenças mais prevalentes no mundo. Entre os principais fatores de risco para a IVC estão obesidade, histórico familiar, posturas inadequadas no trabalho e aumento da idade. O número de gestações também pode influir na circulação nas pernas.

Projeto ‘Ame Suas Pernas’ traz dicas de cuidados simples para saúde das pernas de forma didática e acessível – Foto: Divulgação

Com a pandemia e o adiamento de tratamentos tidos como não urgentes, muitas mulheres acabaram postergando a ida ao médico. O aumento do sedentarismo, resultante da soma das contínuas restrições para sair de casa, e do trabalho em home office contribuem para o agravamento da doença.

‘Temos que pensar que a panturrilha é o coração da nossa perna, ela exerce a função de bombear o sangue para a coxa. A dor nas pernas nem sempre vem por doença, mas por postura, como ficar longos períodos em pé ou sentado. Se a pessoa sofreu algum episódio de trombose, tiver varizes ou musculatura fraca da panturrilha, a circulação sanguínea pode ficar prejudicada’, explica o médico.

Atualmente existem várias opções para tratar o problema, seja por cirurgia, técnicas endovasculares, como o laser, ou mesmo tratamentos químicos, como aplicações de espuma (escleroterapia). Mas a boa notícia da vez é que a dieta também contribui – e muito – para o controle das varizes.

Um recente estudo, publicado no Journal of the American College of Nutrition, aponta alguns alimentos que exercem um papel importante no tratamento das veias varicosas:

Mirtilo

As amoras silvestres, também conhecidas como mirtilo, possuem propriedades altamente antioxidantes que ajudam a melhorar a saúde arterial, combatem as inflamações e fortalecem as veias. De acordo com os pesquisadores, também ajudam a melhorar o sistema vascular e a integridade das veias. Já os flavonóides, presentes na fruta, são anti-inflamatórios, protetores contra coágulos sanguíneos, antioxidantes e protetores dos vasos sanguíneos. Além disso, reduz o aspecto esponjoso dos capilares e o risco de formar uma nova veia varicosa.

Uvas

A fruta possui fitonutrientes antioxidantes, como antocianinas, que fortalecem os capilares e também reduzem o inchaço das veias varicosas.

Semente de chia ou linhaça

A linhaça é conhecida por seu alto teor de fibras, que ajuda na função digestiva, na saúde do coração e aumenta a pressão nas pernas e abdômen. Quanto menos fibras em nossa dieta, maior a possibilidade de constipação (prisão de ventre). E é justamente o esforço excessivo para evacuar que pode criar pressão nas veias da parte inferior do reto, levando à formação de veias varicosas. Além disso, a semente de linhaça é rica em ácidos graxos e ômega 3.

Alho

Allium Sativa é relatado pelos pesquisadores como uma das dez ervas mais usadas para doenças como distúrbios cardiovasculares e redução no peso corporal. Além disso, um composto bioativo encontrado no alho chamado alliin (ou allicin) ajuda a prevenir a trombose.

Gengibre

De acordo com o estudo, o consumo de Zingiber officinale exerce uma ação anti-inflamatória que ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a dissolver a fibrina, proteína ligada ao engrossamento das veias, que normalmente encontra dificuldade se ser absorvida por pessoas com veias varicosas.

Castanha da Índia

Segundo o estudo, a Castanha da Índia é rica em escina, um princípio ativo de origem vegetal que provou ser anti-inflamatório e que pode diminuir a permeabilidade vascular

Campanha ‘Ame suas pernas’

Além da boa alimentação, o presidente da SBACV ressalta que as recomendações para a boa saúde das pernas são a prática regular de uma atividade física que mantenha a panturrilha tonificada, manter o peso ideal e evitar ficar longos períodos parado na mesma posição. Cuidar bem das pernas também é não abusar do salto alto e usar meias de compressão quando for preciso. Além disso, procurar um médico em caso de qualquer incômodo prolongado e não se acostumar a isso.

‘Queremos fazer um alerta a todas as pessoas. No entanto, a mulher tem mais tendência a ter varizes, esse é o primeiro alerta. Se tem parente próximo com varizes, é bom ficar atento e procurar um médico angiologista’, orienta Bruno de Lima Naves  

Para conscientizar a população sobre a prevenção e importância de acompanhamento médico, a Servier, em parceria com a SBACV, criou o projeto ‘Ame Suas Pernas’ (Instagram – @amesuaspernas), que traz dicas de cuidados simples para saúde das pernas de forma didática e acessível.

Publicidade