16 de agosto de 2022 Atualizado 22:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

INFUSÃO

Mitos e verdades sobre os benefícios do chá para uma vida mais saudável

Nutricionista desmistifica o consumo das infusões e explica como a bebida pode auxiliar no bem-estar

Por Advice Comunicação Corporativa

17 de maio de 2022, às 11h44

Quem nunca tomou um chá quando estava resfriado? Ao longo dos séculos e, ainda nos dias de o hoje, o chá vem sendo associado à saúde. Sua própria origem está ligada a esse fato. Reza a lenda de que no ano de 2.737 a.C. o imperador chinês Shen Nung, popularmente conhecido como o Curandeiro Divino, tentando solucionar a constante incidência de surtos epidêmicos em seu reino, criou uma lei que obrigava o povo a ferver a água antes de ingeri-la. Um dia, quando repousava sob uma árvore, pediu a seus servos que lhe levassem um copo de água fervida. No entanto, antes de ingerir o líquido, ele se deu conta de que algumas folhas, de uma árvore próxima, haviam caído no recipiente. Interessado na mistura, ele provou e gostou do resultado.

Presente na vida de milhares de pessoas ao redor no mundo, as infusões são comumente utilizadas por suas propriedades terapêuticas e funcionais que podem atuar como estimulantes, diuréticos, digestivos, anti-inflamatórios, calmantes, entre outros.

Rodrigo Moreira, nutricionista consultor da Leão Alimentos e Bebidas, lembra, contudo, que o consumo da bebida não substitui tratamentos médicos. “As ervas servem como complemento de uma dieta saudável, natural e que auxilia no bem-estar das pessoas”, explica. Confira, a seguir, alguns mitos e verdades desmistificados pelo profissional.

Chás substituem tratamentos médicos

Mito – Alguns chás possuem propriedades farmacológicas, agindo como medicamentos. No entanto, as ervas devem ser um complemento ao estilo de vida saudável. Em hipótese alguma a pessoa deve fazer a substituição por conta própria. O tratamento para as doenças deve ser sempre o prescrito pelo profissional da área de saúde.

 Grávidas não podem tomar chá

Mito – O consumo de chás não é contraindicado para as gestantes. Porém, recomendado é limitar a duas xícaras por dia durante a gravidez.

 Chá ajuda a hidratar o corpo

Verdade – Como é uma bebida feita à base de água, o produto auxilia na hidratação e ajuda a melhorar a qualidade de vida. Vale ressaltar, contudo, que algumas infusões podem ser diuréticas e que, nesses casos, o líquido deverá ser reposto.

Não é recomendável adicionar açúcar na infusão

Verdade – A presença do açúcar, além de interferir no sabor, pode impactar nas propriedades das ervas. Para quem prefere chás mais adocicados a dica é procurar opções mais frutadas ou adoçadas com estévia.

Bebês podem tomar chás

Não é bem assim – A ingestão de chás depende da idade da criança. A partir dos seis meses de vida a mãe já pode inserir algumas infusões. Antes dessa idade, a alimentação deve ser constituída exclusivamente de leite materno ou da fórmula recomendada pelo pediatra.

Chá e café são equivalentes

Mito – O chá proporciona metade da concentração de cafeína que o café oferece. Uma xícara comum de café de filtro contém de 80 a 115 miligramas de cafeína, enquanto a mesma quantidade de chá tem metade da dose da substância (40 miligramas). Se a cafeína provoca ansiedade, o chá pode ser uma solução confortável e suficiente para aqueles que fazem questão do composto.

Chá melhora a qualidade do sono

Verdade – Alguns chás, como o de camomila e erva-cidreira, possuem propriedade calmantes que podem auxiliar no relaxamento do corpo

Chá em excesso faz mal

Verdade – Como tudo na vida, nada deve ser utilizado em excesso. As ervas e infusões são seguras quando consumidas em quantidades moderadas. O consumo de grandes quantidades não é recomendado devido à sua interferência em vários processos metabólicos.

 Chá vicia

Não é bem assim – Apenas algumas infusões possuem propriedades como a cafeína. Tomando com moderação, o chá não vicia e é um grande aliado ao bem estar. Muitas infusões possuem propriedades que vão além da cafeína e atuam em outras áreas do corpo, trazendo inúmeros benefícios. O Mate, por exemplo, tem um efeito termogênico responsável por acelerar o metabolismo para queima de gorduras, dando energia para o seu organismo. A erva também é conhecida por seus efeitos antioxidantes que combatem os radicais livres que causam o envelhecimento precoce, além de ser um grande agente para o combate do colesterol.

Publicidade