12 de agosto de 2022 Atualizado 22:18

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Bem-Estar

Especialista desvenda mitos e verdades sobre saúde ocular

Uso indiscriminado de colírios, hábito de coçar os olhos e eficácia dos filtros azuis de telas estão entre as questões abordadas

Por Diego Silva - Máquina CW

23 de julho de 2022, às 12h48

Conforme o mais recente relatório sobre visão da Organização Mundial da Saúde (OMS), 2,2 bilhões de pessoas ao redor do mundo convivem com deficiências visuais, têm baixa visão ou cegueira. Os riscos são ainda maiores para a chamada geração multitelas, formada por pessoas que fazem o uso constante de gadgets, como TVs, computadores, smartphones e smartwatches, muitas vezes ao mesmo tempo.

Com o uso excessivo de eletrônicos, os problemas oculares são uma realidade constante, assim como as dúvidas acerca do assunto.

Para ajudar a desmistificar os problemas de visão, Dra. Beatrice Uchôa, médica oftalmologista e cirurgiã que atende no AME de Carapicuíba, gerenciado pelo CEJAM – Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim”, em parceria com o governo do Estado de São Paulo, respondeu a algumas dúvidas sobre o tema, como uso indiscriminado de colírios, hábito de coçar os olhos e eficácia dos filtros azuis de telas.

O hábito de coçar os olhos pode fazer mal à saúde ocular?

Verdade. Coçar os olhos pode causar grave doença ocular e, até mesmo, irreversível, como, por exemplo, o ceratocone. “É um hábito muito comum, que deve ser desaconselhado. As pessoas que desenvolvem esta mania devem ir ao médico oftalmologista para avaliação, que indicará o melhor tratamento de controle. Coçar os olhos é ainda mais prejudicial em crianças, adolescentes e pessoas que já realizaram cirurgia refrativa a laser”, alerta a especialista.

Colírios podem ser usados sem receita médica?

Mito. Os colírios são medicamentos e devem ser usados apenas com orientação e receita médica. Alguns colírios, se usados inadequadamente, podem causar graves danos à saúde ocular, como, por exemplo, catarata e glaucoma.

Miopia e astigmatismo são problemas de visão que podem ser resolvidos por meio de cirurgia?

Verdade. Trata-se da cirurgia refrativa, que comumente é realizada a laser e resolve casos de miopia, astigmatismo e hipermetropia. No entanto, nem todos têm indicação de realizá-la, cada caso deve ser avaliado de maneira individualizada, já que depende de questões como grau dos óculos, além dos resultados dos exames pré-operatórios da saúde ocular de cada paciente.

Todos os idosos têm disposição para desenvolver catarata?

Verdade. Considerado o tipo de catarata mais comum na população, a catarata senil é causada pelo envelhecimento natural do cristalino, que é a lente dos olhos. “Essa lente vai envelhecendo e perdendo a sua transparência com o passar dos anos, até que se torne opaca. Quando isso acontece, chamamos de catarata, então, uma hora, todos os idosos irão apresentar o problema”.

A visita ao oftalmologista deve acontecer apenas quando surge algum incômodo na visão?

Mito. O exame oftalmológico deve ser de rotina, pelo menos uma vez ao ano, mesmo sem nenhuma queixa ou sintoma nos olhos e visão. Muitas doenças oculares são assintomáticas e silenciosas e só é possível identificá-las na consulta. Aos usuários de óculos de grau, a médica recomenda realizar o exame de refração anualmente.

Todas as pessoas em algum momento da vida precisarão usar óculos, mesmo que para descanso?

Verdade. Outro processo natural do envelhecimento dos olhos é que, a partir dos 40/45 anos, a visão para perto vá piorando. Dessa forma, graças a um problema chamado presbiopia, é necessário o uso de óculos para atividades de leitura para perto.

Usar óculos de outras pessoas pode fazer mal?

Verdade. Usar óculos com grau inadequado pode causar sintomas de desconforto visual, dor de cabeça, tontura e cansaço visual, então não é recomendado.

Ler livros, revistas ou mesmo mídias digitais dentro do veículo em movimento pode descolar a retina?

Mito. Não há relação com descolamento de retina na prática da leitura. No entanto, algumas pessoas podem sentir tontura ou mal-estar lendo dentro de um veículo em movimento.

Pessoas diabéticas têm mais chances de perder a visão?

Verdade. O diabetes é uma doença que pode causar sérios problemas nos olhos, mais especificamente na retina, se não for adequadamente controlado. “Recomendamos o exame de fundo de olho pelo menos uma vez ao ano para os diabéticos, para rastrear a retinopatia diabética. Quanto mais cedo as alterações oftalmológicas forem identificadas, maior a chance da manutenção da boa visão”.

Filtros azuis de telas realmente podem ajudar a prevenir problemas de visão?

Nem mito, nem verdade. Os filtros azuis podem ajudar no cansaço visual em algumas pessoas, porém ainda não existem estudos científicos suficientes e de peso para comprovar que eles realmente previnem doenças oculares. “A ciência muda e evolui todos os dias. Provavelmente, essa pergunta poderá ter uma nova resposta nos próximos anos, vamos aguardar”, finaliza a oftalmologista.

Publicidade