02 de agosto de 2020 Atualizado 21:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Diagnóstico

Entenda as características da infertilidade

Diversas podem ser as causas do problema o que dificulta determinar tanto em homens quanto mulheres

Por Redação

25 jun 2020 às 11:25

A infertilidade é uma situação bastante comum para muitas pessoas. Cerca de dois milhões de casos de infertilidade são diagnosticados anualmente, somente no Brasil. Esta dificuldade de reproduzir costuma ser colocada após diagnóstico de casal que não obtém gravidez.

Ou seja: que não utilizou qualquer método contraceptivo dentro de um ano de relações sexuais bem distribuídas ao longo do ciclo menstrual.

Infertilidade tem vários tratamentos, dependendo da causa do problema – Foto: Adobe Stock

Desta forma, diversas podem ser as causas do problema o que dificulta determinar tanto em homens quanto mulheres. Dos principais sintomas se destaca a incapacidade de engravidar, mas as vezes eles nem aparecem.

Assim, a ajuda de um local especializado faz toda a diferença
É comum que problemas imunológicos ou doenças como diabetes e obesidade tenham relação com a causa de infertilidade em homens e mulheres.

Mas há ainda doenças específicas de cada um dos sexos que também influenciam neste quadro. Mulheres com menstruação normal, ausência de dor ou desconforto genital também apresentam infertilidade.

TRATAMENTOS
Casais com diagnóstico de infertilidade sem causa aparente também é uma situação normal. Destes, por exemplo, que realizam três Fertilizações in vitro (FIV), uma por ano, têm até 90% de chances de engravidar na terceira tentativa. Todavia, existem diversos tratamentos hormonais, medicamentos para a fertilidade e cirurgia.

Além disso, a reprodução assistida utiliza várias outras técnicas médicas para fertilizar um óvulo. As chances de engravidar aumentam bastante com o auxílio destas alternativas (veja quadro).

Principais causas da infertilidade

  • Distúrbios hormonais que impedem a ovulação;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Infecção por clamídia;
  • Infecções nas trompas uterinas;
  • Obstrução das trompas uterinas:
  • Problemas no formato do útero, como útero septado;
  • Endometriose;
  • Endometrioma, que são cistos e endometriose nos ovários.

Já em homens, além de problemas na ejaculação ou na produção de espermatozoides, outras doenças justificam esta condição:

  • Uretrite – inflamação da uretra;
  • Orquite – inflamação nos testículos;
  • Epididimite – inflamação no epidídimo;
  • Prostatite – inflamação na próstata;
  • Varicocele – veias aumentadas nos testículos.

Opções de tratamento:

  • FIV – tratamento de alta complexidade para infertilidade;
  • Ovodoação (receptora de óvulos) – indicado, na maioria das vezes, devido à baixa reserva ovariana;
  • Preservação da fertilidade – postergar a maternidade tem estimulado muitas mulheres a decidir pelo congelamento de óvulos;
  • ICSI – técnica utilizada especialmente nos casos de infertilidade masculina grave;
  • PGD – técnica para análise genética antes da transferência embrionária;
  • Namoro Programado – tratamento de baixa complexidade para infertilidade;
  • Inseminação Intra-Uterina – tratamento indicado principalmente para mulheres que não ovulam direito ou quando o volume, concentração e motilidade de espermatozoides não é suficiente;
  • Reversão de Vasectomia – procedimento cirúrgico realizado através de uma pequena abertura da bolsa testicular;
  • Análise Endometrial – exame que pode te ajudar na falha de FIV;
  • Reversão de Laqueadura – procedimento que consiste em uma cirurgia para a reconstrução da tuba uterina;
  • Correção de Varicocele – correção cirúrgica da varicocele melhora o potencial de fertilidade masculino

Fonte: https://www.neovita.med br