16 de janeiro de 2021 Atualizado 08:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Bem-estar

Dicas de segurança e atividades para bebês e crianças nas férias de verão

Especialistas em desenvolvimento infantil passaram algumas dicas de atividades para fazer com os pequenos

Por Redação

03 jan 2021 às 08:15

Ah, o verão! Há quem ame e quem odeie, mas uma coisa é certa: a estação chegou e as férias também! Especialistas em desenvolvimento infantil do Kinedu, aplicativo para pais focado em atividades de estímulo a bebês e crianças de 0 a 4 anos e que conta com a parceria de universidades como Harvard e Stanford, passaram algumas dicas de atividades para fazer com os pequenos nas férias de verão, bem como de cuidados especiais que a estação exige.

Algumas dicas podem ajudar a saber o que fazer com os pequenos durante as férias – Foto: Tatiana Syrikova / Pexels

SEGURANÇA DOS PEQUENOS
É um dos sinais de que as suas férias serão bem aproveitadas! Confira algumas dicas para garanti-la:

1- Proteção solar para bebê
Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Fundação contra o Câncer de Pele, o uso de protetor solar não é recomendado em bebês com menos de seis meses. Evitar a exposição prolongada ao sol também é importante.

Você pode fazer isso com um chapéu e roupas que cubram a maior parte da pele do seu bebê, mas que tenham tecidos leves, para que o corpinho dele não superaqueça. Lembre-se que evitar o horário de pico do sol – das 10h às 16h – é fundamental não só para os pequenos, mas também para os adultos.

2- Com quantos meses o bebê pode ir à praia?
Como a recomendação é que o uso do protetor solar seja usado somente a partir dos 6 meses de idade, o ideal é que a ida à praia não ocorra antes disso.

Quando se trata de água, todo cuidado é pouco – Foto: Pinterest

3- Repelente para bebê
Se você for viajar com o seu filho para um lugar que tenha muitos mosquitos, vale levar um repelente de insetos adequado à idade dele. Bebês com menos de 6 meses não devem usar repelentes tópicos. Se você tem um bebê que está nessa faixa etária, o melhor mesmo é usar repelentes físicos ou ambientais, como mosquiteiros, telas mosquiteiras e velas de andiroba ou citronela.

A partir dos 6 meses, você pode usar um repelente à base de IR3535. E, a partir dos 2 anos, os repelentes à base de DEET ou icaridina já podem ser usados. Lembre-se de não aplicar o repelente em assaduras ou queimaduras e perto dos olhos ou da boca. Se o seu filho costuma chupar os dedos, evite também usar o produto nas mãos dele.

4- Segurança na água
Se vocês forem à praia, rio, lago ou a algum lugar que tenha piscina, mantenha o seu filho ao alcance dos braços e sob a sua supervisão o tempo todo. Lembre-se de usar braçadeiras infláveis ou coletes de segurança e de ficar sempre em um lugar que seja seguro para o seu pequeno. Se o seu filho já anda por aí, é importante não deixar que ele fique perto da água sem a supervisão de um adulto. No caso da piscina, é possível colocar uma cerca em volta dela com um portãozinho.

Atividades para as férias de verão

Nem só de viagens são feitas as férias de verão! É possível, sim, se divertir com o seu filho em casa ou no seu bairro e aproveitar o melhor da estação. Veja essas dicas:

Brincar com a água
Brincadeiras na água ajudam o seu filho a se refrescar e podem transformar o banho em um momento muito divertido! Você pode ler historinhas, usar brinquedos de banho, brincar com texturas diferentes, usar copos de plástico para derramar a água e estimular a compreensão de causa e efeito… São muitas as possibilidades!

Passeios ao ar livre
Você sabia que incentivar o seu filho a se conectar com a natureza pode trazer grandes benefícios para ele? Além de ativarem a vitamina D e despertarem a curiosidade e o amor à natureza no seu pequeno, os passeios ao ar livre estimularão os sentidos dele e farão com que ele respire ar puro, gaste energia com brincadeiras físicas e explore novas maneiras de brincar.

Você pode descrever para ele os elementos da natureza (como folhas, galhos e flores) para estimular as habilidades linguísticas; brincar com bolhas de sabão para entreter o seu bebê enquanto ele fica de bruços; pular, correr ou jogar bola com ele, se ele já tiver estas habilidades. Leve o seu filho até um parque ou uma praça e divirtam-se!

Fonte: Kinedu

Verão, crianças e pandemia

Estação preferida da garotada, o verão traz dúvida aos pais e atenção redobrada com a saúde e a segurança.

Férias, calor, alegria e diversão. Todos esses substantivos são sinônimos do verão, estação que costuma ser a preferida da garotada em todo o país. O período, no entanto, é repleto de perigos que demandam atenção redobrada de pais e cuidadores, como riscos de afogamento, queimadura solar, desidratação, infecção gastrointestinal, micoses de pele e outros.

Paulo Telles, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria, lembra ainda que neste ano cheio de desafios por conta da Covid-19, as crianças estão ansiosas e precisando de espaço e liberdade.

“E por isso vale ressaltar mais uma vez: não se esqueçam dos cuidados que ainda devem ser tomados pela pandemia, como evitar aglomerações, uso de máscara em espaços públicos e higiene frequente das mãos. Prefira sempre lugares abertos e ventilados, como parques, praças e praias”, destaca o médico.

Para manter as crianças seguras o pediatra pede que pais e cuidadores fiquem atentos às seguintes dicas:

  • Atenção ao excesso de sol, que pode causar insolação, além dos riscos das queimaduras solares em médio e longo prazos.
  • Atenção à desidratação! “Cabe aos pais, de maneira ativa, insistir para que as crianças tomem muita água ao longo do dia de diversão.”
  • Fiquem atentos à alimentação: prefira alimentos mais leves, como frutas, legumes e grelhados e evite frituras e comidas prontas na praia e parques. Lave sempre as mãos antes das refeições porque as viroses intestinais e intoxicações alimentares também são mais comuns no verão.
  • Os acidentes em parquinhos aumentam no verão: cuidado com escaladas, escorregadores e brinquedos altos.
  • Se for pegar barcos e embarcações, deixem as crianças sempre com colete salva-vidas.
  • Ao usar bicicleta, patins, skate e patinete, lembre-se sempre de usar equipamentos de proteção de maneira adequada, como capacete, joelheira e cotoveleira.
  • As infeções fúngicas de pele aumentam muito no calor. “Prefira calçados ventilados e troque as roupas úmidas com mais frequência. Dê preferência a roupas leves e claras”, ensina Dr. Paulo.
  • Mesmo nas férias, atenção ao sono e descanso adequados dos pequenos, porque de manhã precisam estar com as baterias recarregadas para mais um dia de diversão.
  • Faça sempre a revisão do carro antes de viajar, descanse antes de dirigir e use sempre cadeiras de transporte adequados para cada faixa etária.

Publicidade