18 de junho de 2021 Atualizado 23:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Bem-Estar

Cigarro está associado ao câncer de bexiga

Por Agência Estado

05 Maio 2021 às 09:09 • Última atualização 05 Maio 2021 às 10:12

O cigarro está relacionado com diversas complicações para a saúde. Entre elas, o câncer de bexiga. Segundo especialistas, fumantes possuem até sete vezes mais chances de desenvolver a doença.

O problema está relacionado com os compostos químicos existentes no cigarro, que favorecem o aparecimento dos tumores. Quando na corrente sanguínea, essas substâncias seguem para os rins, contaminando posteriormente a urina, que fica armazenada exatamente na bexiga. 

Outros fatores

A idade também é um fator relevante para o aparecimento da doença. Estudos apontam que aproximadamente 70% dos tumores são diagnosticados após os 65 anos. Os homens estão entre os mais atingidos pelo câncer de bexiga, com quatro vezes mais casos.

Além disso, existem outros fatores de risco para o aparecimento da doença, como o trabalho na produção de produtos que possuem determinados compostos químicos, como tinta e borracha. Pedras nos rins e infecções urinárias com grande frequência também exigem atenção.

Como o cigarro é um grande fator de risco, a melhor forma de prevenir é abandonar o vício. Contar com a ajuda de um médico pode facilitar essa ação. Além disso, é indicado manter hábitos saudáveis, com uma dieta equilibrada e a prática de atividade física constante. Lembre-se também de fazer regularmente exames de rotina.

Publicidade