13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Bem-Estar

As principais dúvidas sobre diabetes

Cardiologista aponta as principais questões sobre a doença que atinge mais de 13 milhões de brasileiros

Por Assessoria de Imprensa da Clínica Buchler

30 de julho de 2022, às 10h09

A cardiologista Rica Buchler, da Clínica Buchler e diretora da reabilitação cardíaca do Instituto Dante Pazzanese, elencou as perguntas mais recebidas em seu consultório. Segundo a Federação Internacional de Diabetes, o Brasil é o 5º País no mundo com o maior número de pessoas com diabetes e, por isso, é importante conscientizar para uma doença que cresceu exponencialmente na população brasileira nos últimos anos. Trata-se de uma das principais causas de morte no País devido a complicações decorrentes da doença.

“Causada pela baixa produção do hormônio insulina, que controla a quantidade de açúcar no sangue, o diabetes é responsável por diversas complicações. Destaco as alterações cardiovasculares que podem levar diálise por insuficiência renal crônica e até mesmo cirurgias para amputações dos membros inferiores”, explica Rica. “Por isso, vale reforçar a importância de uma rotina ao médico e manter os exames em dia. O diabetes é prevenível por meio do controle do colesterol alto e da hipertensão. Além disso, uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos regularmente são essenciais para ter qualidade de vida”, alerta a especialista.

Com a pandemia de Covid-19, os cuidados devem ser diferentes em relação ao controle do diabetes?

Com a pandemia as pessoas que convivem com diabetes devem ter cuidado redobrado. Elas fazem parte do grupo de risco sendo mais suscetíveis para desenvolver as formas mais graves de Covid-19. Siga todos os cuidados de higiene e distanciamento social, além disso realize suas consultas e exames periodicamente.

O que gera diabetes?

O diabetes tipo 2 pode ser desencadeado por excesso de peso, levando à síndrome metabólica. Ressalto que também pode ter causas autoimunes, genéticas ou secundário a outras doenças.

Diabético não pode ingerir bebida alcóolica e nem comer açúcar?

O que orientamos é o equilíbrio e, claro, evitar excessos, como falamos anteriormente. Em alguns casos é indicado o controle por insulina.

Diabetes tem relação com o peso?

É mito dizer que apenas pessoas obesas possuem diabetes, não existe essa relação específica. O aumento de peso está relacionado principalmente com o surgimento do diabetes tipo 2 secundário com a resistência periférica à ação da insulina, principalmente em tecidos muscular e adiposo e no fígado.

Existe uma faixa etária para ter a doença?

O diabetes pode atingir qualquer faixa etária, desde recém-nascidos a idosos, depende de qual diabetes. Podemos dizer que o mais prevalente é o diagnóstico após os 40 anos, muitas vezes associados ao ganho de peso, consumo de bebidas alcóolicas e outros hábitos nocivos à saúde.

Existe cura?

Infelizmente ainda não foi desenvolvida a cura, mas é possível controlar. O diabetes é uma doença que pode ser prevenida e tratada. O mais importante é fazer periodicamente os exames e se cuidar.

Publicidade