20 de outubro de 2020 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Bem-Estar

Acidente vascular cerebral: problema pode ser evitado

Por Agência Estado

23 set 2020 às 08:11 • Última atualização 23 set 2020 às 15:18

Quando um vaso sanguíneo cerebral se rompe ou é obstruído, o sangue contido em seu interior se espalha pela cabeça, resultando em um acidente vascular cerebral (AVC). O problema conhecido também como derrame é silencioso e de alto risco. Afinal, o episódio é responsável por 30% das mortes registradas no País.

De acordo com pesquisa, um em cada oito acidentes vasculares causados por obstrução poderia ser evitado. Esse é o tipo chamado isquêmico. O estudo realizado no Canadá demonstrou que o corpo emite alguns alertas visíveis de que algo não vai bem. Dessa forma, é possível a identificação e neutralização dos coágulos.

Estudo

Segundo os especialistas, o paciente apresenta dormência ou fraqueza no rosto, no braço ou na perna. Isso ocorre apenas em um dos lados do corpo. Outros sintomas são a dificuldade na fala ou esquecimentos. Esses sinais desaparecem em menos de duas horas, espontaneamente, sem auxílio de qualquer tipo de medicação.

Portanto, é muito importante procurar ajuda médica rápida ao identificar um desses sinais. Em alguns casos, é possível evitar o AVC com os medicamentos corretos. Em outros, ocorre uma diminuição no período de reabilitação.

O conhecimento dos sinais que antecedem um derrame é de extrema importância. O diagnóstico precoce aumenta as chances de prevenção e tratamento com remédios e outros procedimentos. Por isso, procure um médico assim que um ou mais sintomas surgirem. Além disso, manter hábitos saudáveis é importante para a prevenção de problemas de saúde.

Publicidade