22 de julho de 2024 Atualizado 22:34

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Yamal rejeita comparações com Messi e exalta Neymar: ‘Ele me fazia ver jogos do Barcelona’

Por Agência Estado

04 de julho de 2024, às 13h57

Destaque do Barcelona com apenas 16 anos, e presente na seleção espanhola nesta edição da Eurocopa, Lamine Yamal afastou qualquer tipo de comparação com o argentino Lionel Messi. Ao ser questionado sobre o assunto, ele aproveitou o espaço para idolatrar um outro ex-ídolo do clube catalão: Neymar.

“Quem eu gostava de ver mesmo era o Neymar. Assistia aos jogos do Barcelona por causa dele. Era diverido vê-lo jogar. Um espetáculo”, afirmou o jovem jogador ao falar do atacante brasileiro.

As declarações de Yamal foram concedidas em entrevista ao programa espanhol “El Chiringuito”. No entanto, o jogador também fez questão de exaltar o futebol do meia argentino.

Por causa do seu talento precoce e por despontar no mesmo clube em que Messi fez história no cenário mundial, é comum Yamal ser comparado ao atual craque do Inter Miami. No entanto, ele próprio é o primeiro a afastar esse rótulo.

“São comparações que as pessoas fazem, mas não há quem se compare a Messi. Tento jogar o meu futebol sem pressão. Sempre disse que o melhor da história é o Léo Messi. Mas quem eu gostava de ver era o Neymar”, reforçou.

O atacante revelado pelo Santos foi contratado pelo Barcelona em 2013 e ficou até 2017, quando deixou o futebol espanhol para atuar no Paris Saint-Germain, na França. Atualmente no Al Hilal, o brasileiro se recupera de uma grave contusão no joelho (ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e do menisco).

Yamal fez a sua estreia como profissional com apenas 15 anos, em abril do ano passado. Com o ex-técnico Xavi Hernández, ele começou a ganhar espaço na equipe principal do Barcelona e atualmente ostenta 50 jogos e sete gols marcados. O seu primeiro gol pela seleção da Espanha foi na vitória de 7 a 1 sobre a Geórgia, em setembro de 2023.

Publicidade