Hamilton exalta exigência física no calor de Cingapura: ‘Acho que perdi 2kg’

Depois de encerrar o segundo treino livre do GP de Cingapura de Fórmula 1 na segunda colocação, ficando atrás apenas…


Depois de encerrar o segundo treino livre do GP de Cingapura de Fórmula 1 na segunda colocação, ficando atrás apenas do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, o inglês Lewis Hamilton exaltou a exigência física que enfrentou neste primeiro dia de trabalho de pista no circuito de Marina Bay, onde o forte calor foi um desafio extra a ser superado pelos pilotos dentro do cockpit dos seus carros.

Líder do Mundial de F-1, o britânico sofreu dentro de sua Mercedes ao longo das 20 voltas que percorreu nesta segunda sessão livre no traçado asiático. “A pista é incrível. Somos muito mais rápidos do que no ano passado, mas isso também torna a volta muito mais difícil do que no ano passado, porque a força G aumentou. Precisamos reagir mais rápido, além do que fica muito quente no cockpit”, enfatizou.

Em seguida, Hamilton foi ainda mais específico ao comentar os efeitos provocados pelo calor e pela grande umidade em Cingapura. “Você fica suando antes mesmo de entrar no carro. Acho que perdi dois quilos no segundo treino de classificação, então vou perder ainda mais no domingo”, reforçou, se referindo ao dia da corrida, com largada às 9h10 (de Brasília).

O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de equipe de Hamilton, comparou o esforço físico imposto aos pilotos em Cingapura a um exercício realizado dentro de uma sauna. “Os carros mais rápidos nesta temporada tornam isso mais desafiante – o quanto mais rápido você vai, mas força G você tem de puxar. Isso é especialmente difícil ao longo desta pista, pois é tão quente. É um pouco como fazer exercício em um cockpit que está com 60 graus (Celsius) de calor”, ressaltou.

Hamilton e Bottas também exibiram otimismo ao projetar as chances da Mercedes para o treino de classificação deste sábado, marcado para começar às 10 horas (de Brasília), e para a própria corrida de domingo, quando esperam poder desbancar o favoritismo da Ferrari. As características do carro da equipe italiana são consideradas mais propícias para ter sucesso contra os rivais em um circuito de rua como é o de Marina Bay.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!