13 de junho de 2021 Atualizado 20:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Vasco vence o Botafogo no Engenhão e abre vantagem na decisão da Taça Rio

Por Agência Estado

16 Maio 2021 às 13:28 • Última atualização 16 Maio 2021 às 14:02

Num confronto bastante movimentado, mas sem muita criatividade, o Vasco venceu o Botafogo por 1 a 0 neste domingo, no Engenhão, e abriu vantagem na decisão da Taça Rio. O único gol da partida foi marcado aos 57 segundos do segundo tempo, pelo artilheiro Cano.

Os times voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 15h05, desta vez em São Januário. Por ter vencido o confronto de ida, o Vasco jogará pelo empate para ficar com o título. A premiação ao campeão da Taça Rio é de R$ 1 milhão e será um ótimo reforço de caixa.

Mais do que a boa quantia em dinheiro, o título é encarado por Botafogo e Vasco como sinônimo de paz para o início da Série B do Brasileiro. Ambos já convivem com a pressão de não terem avançado às semifinais do Campeonato Carioca, tornando a conquista da Taça Rio como quase uma “obrigação”.

A perda da final pode significar uma pressão ainda maior, principalmente para o técnico Marcelo Chamusca, no Botafogo, já que Marcelo Cabo, mesmo sem regularidade, acumula apenas uma derrota desde que chegou ao Vasco.

Como esperado, Botafogo e Vasco fizeram um primeiro tempo em que as marcações estiveram sempre muito fortes. Foram raros os momentos em que os times conseguiram trocar passes e encontrar espaços para finalizar ao gol.

Ainda assim, o Vasco teve ligeira superioridade por ter arriscado um pouco mais em chutes de longa distância. Como por exemplo aos 5 minutos, em que Cano carregou a bola, encontrou espaço e finalizou para a defesa do goleiro Douglas Borges.

A melhor oportunidade do Botafogo aconteceu apenas aos 41 minutos, quando Pedro Castro recebeu bom passe dentro da área e finalizou pela linha de fundo. Porém, o árbitro acusou impedimento do meia, anulando a jogada.

No segundo tempo, logo aos 57 segundos, o Vasco abriu o placar. David Sousa saiu jogando errado e a bola sobrou para Léo Matos. Ele cruzou na área para Cano, que viu o goleiro mal posicionado e mandou para as redes.

A vantagem no placar acomodou o Vasco, que viu o Botafogo crescer em campo e colocar o goleiro Vanderlei para trabalhar. Aos 21 minutos, Navarro recebeu passe na entrada da área, girou sobre a marcação e finalizou para defesa do camisa 1 vascaíno.

Aos 28, o Botafogo poderia ter empatado a partida num lance em que Ronald foi calçado por Galarza dentro da área e que o árbitro não marcou pênalti. O lance causou muita revolta dentro e fora dos gramados. A partir disso, o jogo ficou mais violento e com o Botafogo apostando em jogadas aéreas para garantir ao menos o empate, porém, sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 1 VASCO

BOTAFOGO – Douglas Borges; Warley, Kanu, David Sousa e Paulo Victor; Romildo (Ênio), Matheus Frizzo (Ricardinho) e Pedro Castro (Guilherme Santos); Ronald (Matheus Nascimento), Rafael Navarro e Marco Antônio (Felipe Ferreira). Técnico: Marcelo Chamusca.

VASCO – Vanderlei; Léo Matos, Miranda, Leandro Castán (Ricardo Graça) e Zeca; Galarza, Andrey e Gabriel Pec (Lucas Figueiredo); Morato (João Pedro), Germán Cano (Juninho) e Léo Jabá (Bruno Gomes). Técnico: Marcelo Cabo.

GOL – Germán Cano, aos 57 segundos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – David Sousa e Romildo (Botafogo); Zeca, Morato e Germán Cano (Vasco).

ÁRBITRO – Rafael Martins de Sá (RJ).

LOCAL – Estádio Engenhão, no Rio (RJ).

Publicidade