Thiago Monteiro mostra valentia, mas perde de Nishikori na estreia em Wimbledon


Embalado por três vitórias no qualifying, o tenista brasileiro Thiago Monteiro entrou em quadra cheio de confiança para sua estreia na chave principal de Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada. Mas em um piso, a grama, no qual está pouco acostumado e contra um rival experiente e de nível Top 10, a valentia não foi suficiente para derrotar o japonês Kei Nishikori. O cabeça de chave número 8 e sétimo do ranking da ATP venceu por 3 sets a 0 – com parciais de 6/4, 7/6 (7/3) e 6/4, após 2 horas e 10 minutos.

Com um prêmio de US$ 57 mil (quase R$ 219 mil) no bolso e 35 pontos a serem somados no ranking que será atualizado daqui duas semanas, Thiago Monteiro tem tudo para voltar a ser Top 100 do mundo – hoje ocupa a 113.ª colocação. Nishikori encara na segunda rodada o vencedor do confronto entre o usbeque Denis Istomin e o britânico Cameron Norrie.

O japonês não costuma fazer em Wimbledon as suas melhores campanhas. Ele chegou às quartas de final pela primeira vez na carreira em 2018 e agora tenta repetir o feito. Em todos os outros Slams, esteve entre os oito melhores em mais de uma oportunidade. Nesta terça-feira, teve trabalho em todos os sets contra Thiago Monteiro.

No primeiro set, uma quebra no quinto game foi o suficiente para Nishikori. A segunda parcial parecia caminhar para o mesmo roteiro. Novamente, o japonês quebrou para abrir 3/2. Desta vez, porém, se complicou e acabou deixando Thiago Monteiro empatar em 5/5. No tie-break, o brasileiro chegou a ter 3 a 1, mas viu o rival ganhar todos os pontos seguintes e fechar em 7 a 3.

O terceiro set teve o mesmo equilíbrio até o 10.º game. Thiago Monteiro conseguiu sustentar o saque por mais tempo no terceiro set, mas quando sacou sob a pressão do 4/5 acabou tendo de forçar mais e então sofreu a quebra decisiva.

Em outros jogos desta terça-feira, destaque para a estreia vitoriosa do australiano Alex de Minaur, cabeça de chave número 25, sobre o italiano Marco Cecchinato por 3 sets a 0 – com parciais de 6/0, 6/4 e 7/6 (7/5). Também venceram o britânico Daniel Evans, o norte-americano Steve Johnson e o cipriota Marcos Baghdatis.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora