‘Pensei que nunca mais teria a chance de ganhar’, diz campeão do Brasil Open

Aos 28 anos, o tenista argentino Guido Pella conquistou neste domingo seu primeiro título de nível ATP na carreira. Foi…


Aos 28 anos, o tenista argentino Guido Pella conquistou neste domingo seu primeiro título de nível ATP na carreira. Foi no saibro do Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. E, após sacramentar a conquista, o atual número 48 do ranking se emocionou e admitiu o alívio pelo feito.

“Depois da final que perdi em Córdoba, pensei que nunca mais teria a chance de ganhar. Estava muito mal, porque achava que aquela final era minha”, disse Pella, que foi vice-campeão em Córdoba, diante da sua torcida, no mês passado – a competição foi a primeira desta gira sul-americana de saibro.

Pella admitiu que soube aproveitar o nervosismo do rival na decisão para buscar o troféu. “Logo no início ele teve 0-40, mas depois disso fiquei tranquilo e acho que hoje fui superior o jogo inteiro, não me apressei. Estava um pouco nervoso, eu aproveitei isso e por sorte consegui quebras em momentos importantes”, comentou o tenista.

Após acertar o match point, Pella comemorou com o técnico José Acasuso, ex-jogador profissional, que faturou três títulos e chegou ao 20º posto do ranking, em 2006.

“Sentia que a minha carreira estava totalmente estancada. Tinha feito quatro finais, agora era a quinta e eu sentia que precisava de um título. Dei um abraço nele, porque acabou o fantasma, saiu uma mochila das minhas costas. Cumpri o que queria que era ganhar um título, além de ganhar a Copa Davis”, disse o argentino.

Na decisão, Pella derrotou o chileno Christian Garín por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. O tenista do Chile, de 22 anos, fazia sua primeira final de ATP. “Claro que dói muito perder uma final, mas tenho que aceitar. Tive chances no 5/5 do primeiro set e poderia ter sido mais agressivo nessa hora, mas são coisas para aprender”, avaliou Garín.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!