Nadal bate Federer com facilidade, vai à final e busca 12ª taça em Roland Garros


Em um dos duelos mais esperados em Roland Garros, o espanhol Rafael Nadal prevaleceu em quadra com seu jogo agressivo e derrotou nesta sexta-feira com facilidade o suíço Roger Federer, um de seus maiores rivais no circuito profissional, para se classificar à final do Grand Slam em Paris pela 12.ª vez na carreira. O atual número 2 do mundo deu poucas chances ao terceiro colocado do ranking da ATP, fechando o jogo por 3 sets a 0 – com parciais de 6/3, 6/4 e 6/2, após 2 horas e 25 minutos.

Com 11 títulos em Roland Garros, Nadal tentará neste domingo se tornar o primeiro tenista da história a ter 12 conquistas em um único Grand Slam. Atualmente está empatado com Margaret Court, que venceu 11 vezes o Aberto da Austrália em sua terra natal. O rival da decisão será o vencedor da outra semifinal em Paris entre o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, e o austríaco Dominic Thiem, que está em quarto lugar no ranking.

O confronto desta sexta-feira foi o 13.º entre Nadal e Federer em Grand Slams. O espanhol ganhou pela 10.ª vez, sendo que em Roland Garros nunca perdeu para o suíço nos agora seis jogos entre eles. Atual campeão em Paris, o número 2 do mundo corria o risco de ser ultrapassado pelo rival no ranking caso saísse de quadra derrotado.

Nadal se tornou o primeiro da história do tênis a superar Federer 10 vezes em Grand Slams, chegando assim em sua 26.ª final neste tipo de torneio. De quebra, encerrou uma sequência de cinco vitórias do rival no confronto direto – no total são 24 triunfos do espanhol contra 15 derrotas. O suíço é ainda o recordista em decisões neste nível, somando 30 até então. Logo atrás dos dois está Djokovic, que pode alcançar a 25.ª da carreira se vencer Thiem.

Em quadra, o jogo começou sem chuva, mas sob ventos de até 40 km/h, o que não incomodou em nada Nadal. O espanhol começou arrasador e abriu 3 a 0. Federer devolveu a quebra e diminuiu para 3 a 2, mas quando poderia empatar, teve o seu serviço quebrado mais uma vez e viu o rival dominar as ações para fechar a parcial em 6/3.

No segundo set, Federer tentou ser mais agressivo e abriu 2 a 0 com uma quebra de saque. Mas o suíço não conseguiu sustentar a vantagem e permitiu a reação de Nadal, que estava atento nos contragolpes. O momento decisivo foi no oitavo game, quando o espanhol levou a melhor quebrando o saque do número 3 do mundo. Depois, administrou para ganhar por 6/4.

Demonstrando cansaço, Federer errou demais no terceiro set. Com grande vantagem no placar, Nadal jogou mais solto e logo no terceiro game quebrou o serviço do rival e na sequência abriu 3 a 1. Arrasador, não teve o seu saque ameaçado em toda a parcial e foi superior também no serviço do suíço. Sem maiores dificuldades, quebrou novamente no quinto game e encaminhou a vitória por 6/4 e a vaga na final.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora