Murray supera Wawrinka na Bélgica e fatura 1º título após cirurgia no quadril


O britânico Andy Murray deu fim a um longo jejum ao bater o suíço Stan Wawrinka, neste domingo, na decisão do Torneio de Antuérpia. O triunfo por 2 sets a 1, parciais de 3/6, 6/4 e 6/4, saiu somente depois de um sofrido duelo que durou 2h25, na decisão do ATP 250 belga.

Desde março de 2017 sem chegar a uma decisão no circuito, tampouco vencer uma competição desde fevereiro do mesmo ano, Murray, hoje, é apenas o número 243 do mundo, e tenta a retomada na carreira depois de uma cirurgia no quadril em janeiro, lesão que o levou a cogitar a aposentadoria.

O 46º título do britânico saiu diante de um Wawrinka – dono de três taças de Grand Slam e atual número 18 do mundo – que esteve melhor na primeira metade do confronto. O suíço conseguiu uma quebra de serviço e chegou à vitória no primeiro set conseguindo de salvar dois break points.

Com nova quebra no início da segunda parcial, Wawrinka esteve perto da vitória ao ter duas novas chances quando estava 4/4. Com calma, Murray não só evitou nova vantagem do adversário como tomou as rédeas do set para vencê-lo atuando mais do fundo da quadra e forçando erros do oponente.

No último e decisivo set, o ex-número 1 do mundo novamente teve calma para reverter uma desvantagem de duas quebras sofridas e rumar para o título, novamente esperando por equívocos de Wawrinka e definindo a parada quando a parcial estava empatada em quatro games.

ESTOCOLMO – O canadense Denis Shapovalov, 34 do mundo, comemorou seu primeiro título da carreira profissional ao levar o Torneio de Estocolmo, um ATP 250 disputado na Suécia. O jovem tenista, de 20 anos, passou pelo sérvio Filip Krajinovic, 60º no ranking, com um duplo 6/4 na final, disputada neste domingo.

Shapovalov tornou-se promessa do tênis ao vencer o torneio juvenil de Wimbledon em 2016 e obter vitórias marcantes contra atletas do quilate de Rafael Nadal e Juan Martin del Potro, ambas no Masters 1000 de Montreal de 2017.

MOSCOU – No Torneio de Moscou, ATP 250 realizado na Rússia, a taça ficou com um tenista local. Andrey Rublev celebrou a conquista no dia de seu aniversário de 22 anos ao dominar e vencer o confronto diante do francês Adrian Mannarino, 44º do mundo. Trigésimo primeiro do ranking, Rublev conseguiu seu segundo troféu na carreira com um triunfo por 2 sets a 0 (6/4 e 6/0).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora