Djokovic perde set para polonês, mas avança às oitavas de final de Wimbledon


Atual campeão de Wimbledon, Novak Djokovic perdeu pela primeira vez nesta edição do Grand Slam londrino um set, mas ainda assim conseguiu avançar às oitavas de final. Nesta sexta-feira, o número 1 do mundo superou esse susto para derrotar o polonês Hubert Hurcakz por 3 a 1, com parciais de 7/5, 6/7 (5/7), 6/1 e 6/4.

Hurkacz nunca havia alcançado a terceira rodada de um torneio do Grand Slam, mas fez um duelo de alto nível no segundo set, triunfando no tie-break. Mas não conseguiu manter o nível na terceira parcial, em que foi batido em apenas 25 minutos. Já no quarto set, Djokovic conseguiu a quebra de serviço decisiva no terceiro game, se mantendo firme na briga pelo seu quinto título de Wimbledon.

Derrotado pelo sérvio na final de 2018, o sul-africano Kevin Anderson, o número 8 do mundo, foi eliminado na terceira rodada ao perder para o argentino Guido Pella, o 26º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 7/6 (7/4).

Esta é a primeira vez que Pella avança às oitavas de final de um Grand Slam e o segundo ano consecutivo em que elimina o vice-campeão da temporada anterior em Wimbledon – bateu o croata Marin Cilic em 2018.

O próximo adversário de Pella também vai ser um vice-campeão de Wimbledon, o canadense Milos Raonic, que perdeu a decisão de 2016 para o britânico Andy Murray. O número 17 do mundo derrotou nesta sexta-feira o norte-americano Reilly Opelka, o 63º colocado no ranking, por 7/6 (7/1), 6/2 e 6/1. Cada tenista disparou 13 aces na partida.

Ainda nesta sexta-feira, o belga David Goffin, os espanhóis Fernando Verdasco e Roberto Bautista-Agut e o francês Benoit Paire também se classificaram às oitavas de final de Wimbledon.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora