Djokovic e Federer caem nas quartas em Xangai; Melo e Soares avançam nas duplas


Antes nunca derrotados nas quartas de final do Masters 1000 de Xangai, com 13 vitórias somadas, o sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer foram eliminados nesta sexta-feira nesta fase do evento chinês, disputado em quadras duras.

Federer salvou cinco match points no segundo set, mas não conseguiu frear o alemão Alexander Zverev, o quinto cabeça de chave, e perdeu por 6/3, 6/7 (7/9) e 6/3. Djokovic, o atual campeão, sucumbiu por 3/6, 7/5 e 6/3 antes o sexto pré-classificado, Sefanos Tsitsipas.

“Ele mereceu a vitória”, disse Djokovic sobre o grego de 21 anos. “Jogou melhor no segundo e terceiro sets. Eu comecei bem no primeiro set, mas não tive a precisão suficiente”, acrescentou o dono de quatro títulos em Xangai, onde havia ganhado os oito jogos que tinha feito nas quartas de final do evento – o retrospecto de Federer era de 5 a 0.

Em fato raro, Federer mostrou irritação, discutiu com a arbitragem e recebeu advertência ao isolar uma bola quando perdia o terceiro set por 3/0. Questionado sobre o incidente, não quis responder. “Para que você possa escrever no Twitter? Não, seria melhor que escrevesse algo lindo sobre a partida. Próxima pergunta”, disse.

A vitória deixou Zverev, de 22 anos, em vantagem de 4 a 3 no confronto com Federer. “Os jovens estão batendo na porte e forte. É excitante. São magníficos. A coisa está bem aberta, me parece, para a definição desse torneio”, afirmou o suíço.

Zverev terá como próximo oponente o italiano Matteo Berrettini. O 11º cabeça de chave fez 7/6 (10/8) e 6/4 no austríaco Dominic Thiem.

Até a partida desta sexta-feira, Djokovic havia ganhado 24 sets seguidos na Ásia, uma sequência que inclui o Masters 1000 de Xangai de 2018 e o título do Torneio de Tóquio na última semana.

Tsitsipas agora soma duas vitórias em três partidas contra Djokovic. O grego ganhou do sérvio no primeiro duelo, no ano passado, em Toronto. E Djokovic havia dado troco em Madri nesta temporada. “A melhor virada da minha carreira”, disse o grego.

Ele também assegurou presença no ATP Finals nesta sexta-feira, quando o russo Daniil Medvedev (terceiro cabeça de chave) venceu o italiano Fabio Fognini por 6/3 e 7/6 (7/4).

Medvedev, que duelará com Tsitsipas neste sábado, está a um triunfo de alcançar a sexta final seguida da carreira. Ele lidera o circuito em vitórias nesta temporada – 57.

DUPLAS – Pela chave de duplas do Masters 1000 de Xangai, os brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares avançaram às semifinais com seus respectivos parceiros. E vão duelar na decisão caso triunfem neste sábado.

Pelas quartas de final, o polonês Lukasz Kubot e Melo derrotaram o croata Ivan Dodig e o polonês Filip Polasek por 6/4 e 7/6 (7/2). Os seus próximos rivais serão os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski.

Já Soares e o croata Mate Pavic venceram os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal por 6/4 e 6/2. Nas semifinais, duelarão com os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora