Djokovic arrasa Zverev, vai à final em Xangai e assumirá a vice-liderança da ATP

Em nova demonstração de que conseguiu recuperar o seu melhor tênis, Novak Djokovic arrasou o alemão Alexander Zverev por 2…


Em nova demonstração de que conseguiu recuperar o seu melhor tênis, Novak Djokovic arrasou o alemão Alexander Zverev por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1, neste sábado, e assegurou vaga na final do Masters 1000 de Xangai. De quebra, o sérvio garantiu a sua volta à vice-liderança do ranking da ATP, que será atualizado na próxima segunda-feira pela entidade.

Tricampeão da importante competição chinesa realizada em quadras duras e hoje terceiro tenista do mundo, Djokovic vai ultrapassar o suíço Roger Federer, atual número 2 do mundo, que enfrenta o croata Borna Coric na outra semifinal deste torneio na Ásia, em confronto que terá seu vencedor conhecido ainda na noite deste sábado (no horário local).

E o tenista de Belgrado ficará muito próximo de Rafael Nadal, atual líder do ranking mundial, em caso de conquista neste domingo do tetracampeonato em Xangai, onde antes se sagrou campeão em 2012, 2013 e 2015. Atual vice-campeão na China, o espanhol não está disputando esta edição do Masters 1000 local por motivo de lesão e, com isso, terá 600 pontos descontados na listagem da ATP.

“Isso (voltar a ser o número 2) é importante e estou agradecido por ter conseguido esta conquista. Estou orgulhoso disso”, afirmou Djokovic após o triunfo sobre Zverev. “Obviamente, eu trabalhei duro por isso, e meu último objetivo e conseguir ser número 1 no final do ano. Estou em um bom caminho para isso”, reforçou o tenista, que também já assegurou presença no ATP Finals, grande evento que reunirá os oito melhores tenistas da temporada, em Londres, entre os dias 11 e 18 de novembro.

O sérvio ainda lembrou neste sábado sobre a sua luta contra as lesões, sendo que ficou sem jogar por todo o segundo semestre de 2017 e passou por uma cirurgia no cotovelo. “Ser o número 2 depois deste torneio também é uma grande conquista, considerando os primeiros quatro ou cinco meses do ano e considerando que eu fiz a cirurgia. Onde eu estava há quatro meses e onde estou hoje é um extremo oposto. Eu estou apenas apreciando essa conquista e cada momento gasto na quadra”, comemorou.

Na semifinal que travou com Zverev, atual quinto colocado da ATP, Djokovic foi arrasador neste sábado. Além de confirmar todos os seus saques, ele aproveitou quatro das seis chances que teve de quebrar o serviço do alemão, derrotado em apenas uma hora de confronto. Dominante, o sérvio também ganhou 79% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro saque.

Esse foi apenas o segundo duelo entre os dois no circuito da ATP. E Zverev havia levado a melhor no anterior, realizado no ano passado, quando superou o adversário por 2 sets a 0 no Masters 1000 de Roma, em piso de saibro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!