28 de outubro de 2020 Atualizado 08:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Angelo Foroni

Técnico do União colabora com Tite sobre Gabriel Menino

Treinador do Leão da 13 contribuiu com a formação do atleta do Palmeiras e ganhou crédito público do técnico da seleção

Por Rodrigo Alonso

27 set 2020 às 09:11 • Última atualização 27 set 2020 às 09:12

O treinador do União Barbarense, Angelo Foroni, contribuiu para a montagem da última lista de convocados da seleção brasileira. E por isso, em duas oportunidades, teve seu nome citado publicamente pelo técnico Tite.

Foroni é um dos responsáveis pelo desenvolvimento do volante Gabriel Menino, jogador do Palmeiras que, no último dia 18, foi convocado pela primeira vez para a seleção, aos 19 anos. Os dois trabalharam juntos entre 2015 e 2017, na base do Guarani.

Angelo junto de Gabriel Menino; eles trabalharam na base do Guarani – Foto: Arquivo Pessoal

Em busca de mais informações, Tite ligou para Foroni no último dia 12, e a conversa durou cerca de meia-hora.

“É um treinador acima da média. Por isso que está na seleção brasileira, representando muito bem. Eu já era fã dele. Hoje fiquei mais ainda, porque é um treinador que, além de treinar, ele se preocupou em saber a essência”, disse o treinador unionista ao LIBERAL.

Segundo Foroni, Tite queria saber se o atleta já havia jogado como lateral-direito na base do Guarani. O treinador do União respondeu que sim, e Gabriel acabou convocado para essa posição.

“Eu coloquei ele mais de dez jogos na lateral direita. Eu já via potencial nele ali pela lateral. E aí o Tite queria saber mais disso”, contou. De acordo com Foroni, Tite também perguntou sobre a família de Gabriel e a estrutura emocional dele.

O bate-papo contou com o ex-volante Cesar Sampaio, auxiliar técnico da seleção. Antes, ele havia enviado uma mensagem para o técnico do União perguntando sobre a possibilidade de uma conversa por telefone.

No dia da convocação, em entrevista coletiva, Tite citou o contato com Foroni. Na última segunda-feira, ele mencionou novamente o técnico do União, desta vez no programa Bem, Amigos, do canal SporTV.

Nas duas ocasiões, Tite usou essa conversa com Foroni como justificativa para a convocação de Gabriel como lateral-direito. “Ele [Gabriel] esteve na base jogando nessa função [de lateral]. Nós fomos buscar informações no Guarani, com o Angelo”, afirmou o treinador da seleção ao Bem, Amigos.

Foroni disse ao LIBERAL que até gravou essa citação. “A gente fica feliz por ser reconhecido pelo, hoje, melhor treinador do Brasil, representando a classe de treinadores. Esse contato foi muito gratificante, por poder ajudar a seleção brasileira de alguma forma”.

Promovido
No primeiro ano como técnico do time Sub-17 do Guarani, em 2015, Foroni promoveu Gabriel para sua equipe. O jogador, que tinha 14 anos à época, mostrava um desânimo no elenco Sub-15, de acordo com o comandante.

O técnico afirmou ter trabalhado o lado psicológico do atleta. “Ele tinha dúvida de ir para um time grande. Ele tinha medo, por ser de Morungaba, por ter só jogado no Guarani. Ele tinha medo. Fiquei um ano praticamente preparando ele para isso, porque a gente sabia que esse atleta teria um futuro em time grande, seleção, Europa…”, contou.

Essa parceria entre os dois durou até 2017, quando Gabriel se transferiu para o Palmeiras. Naquele ano, Foroni chegou a colocar o jogador, com apenas 15 anos, em uma partida na Copa São Paulo de Futebol Júnior.
Mesmo em clubes diferentes, os dois ainda mantêm contato.

“A gente conversa muito até hoje. Ele está sempre me agradecendo por ele ter chegado aonde chegou”, completou o atual comandante do Leão da 13.

Publicidade