21 de outubro de 2021 Atualizado 23:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Palmeiras apresenta concorrentes Jorge e Piquerez, que chegam falando em títulos

Por Agência Estado

04 ago 2021 às 16:48 • Última atualização 04 ago 2021 às 17:19

O Palmeiras não tinha intenção de negociar Matías Viña com a Roma. Mas a proposta irrecusável e a vontade do jogador ir à Europa pesaram. Para não se ver desguarnecido, o clube foi ao mercado e nesta quarta-feira apresentou os “concorrentes” Jorge e Piquerez, que brigarão pela vaga na lateral-esquerda. Os reforços chegaram elogiando a estrutura do clube e prometendo brigar por “títulos.”

“Quero agradecer a oportunidade que o Palmeiras está me dando de vestir esta camisa”, afirmou Jorge, entusiasmado com a oportunidade, ainda mais por ter sido contratado machucado.

“Antes de aceitar, pensei muito porque o minha ideia era de permanecer na Europa. Mas, pelas situações que passei por conta da lesão, pensei muito quando chegou a proposta e falei que queria ser feliz aqui, tenho muitos objetivos a conquistar”, disse. “Aqui serei muito feliz, não tenho dúvidas. Só tenho a agradecer como me receberam aqui, até mesmo porque estou lesionado e é difícil um jogador entrar em uma equipe assim.”

Encantado com a estrutura, Jorge não tem dúvidas de conquistas e, também, de concretizar o sonho de voltar à seleção brasileira. “A estrutura é muito grande, fiquei muito impressionado quando me mostraram tudo. Tem muita gente trabalhando para os jogadores, e isso me parece o ponto fundamental para os jogadores virem ao Palmeiras para ganhar títulos”, elogiou. “Esta escolha de vir para o Palmeiras não foi à toa, foi para estar no radar da seleção. Sei que posso estar ali. Trabalharei com paciência e silêncio para, quem sabe, voltar para a seleção”, completou, lembrando que foi convocado quando esteve atuando por Flamengo, Monaco e Santos.

Ser feliz e vitorioso também é a previsão de Piquerez em sua primeira aventura da carreira em um clube fora do Uruguai. “É a minha primeira saída para o futebol do exterior. Um clube muito grande, campeão da Libertadores e o maior campeão do Brasil. É um salto importante em minha carreira. Quero ganhar muitos títulos aqui”, observou o jovem de 22 anos.

Para brilhar, revelou ter pego algumas dicas com o compatriota Viña. “Ele me aconselhou e me disse muitas coisas antes de eu vir. Isso me ajudou a saber mais. Somos de posições iguais, mas me parece que ele é um pouco mais defensivo do que eu”, afirmou.

Piquerez ficou encantado com a estrutura encontrada no Palmeiras e pelo conhecimento do técnico Abel Ferreira em seu futebol. O treinador sabia muito sobre o que ele fazia no Peñarol. “Quando eu cheguei, mostraram tudo para mim e me apresentaram ao Abel (Ferreira). Fiquei surpreendido porque ele sabia tudo sobre mim. Ele me disse o que sabia e fiquei surpreendido. Creio que seja por isso que estão ganhando títulos.”

Publicidade