Técnico de recordista elogia trabalho da Natação Americana

Treinador do ucraniano Andriy Govorov, Arilson Silva assistiu aos treinos da equipe nesta quinta-feira (1º)


O técnico de natação Arilson Silva, um dos principais do País, atualmente trabalhando com o recordista mundial Andriy Govorov, da Ucrânia, visitou a equipe Natação Americana e elogiou os treinadores do grupo nesta quinta-feira (1º). Ele acompanhou as atividades dos atletas tanto na Academia Atlantis, no Jardim Paulista, como no complexo do Centro Cívico.

O que motivou a visita foi o desempenho dos atletas americanenses, em evidência no cenário nacional. “É uma aproximação para, de repente, a gente ter um trabalho de colaboração, de troca de ideia, de informação, e ver se a gente consegue enriquecer essa natação aqui de Americana que já está subindo bastante”, destacou.

Segundo Silva, o trabalho realizado pelos técnicos Fábio Cremonez e Mariana de Moraes, da Natação Americana, tem chamado atenção no País. “São pessoas interessadas, que estão perguntando, questionando, querem melhorar, querem se desenvolver. Sou bastante sensível a esse tipo de coisa”.

Ele apontou que os nadadores da equipe têm conquistado resultados de destaque e devem evoluir ainda mais no esporte, principalmente Murilo Sartori. “Pelos resultados que estão apresentando, o potencial é enorme”. Silva ainda disse ter gostado dos treinamentos. “Só de ver os técnicos anotando tudo que os meninos estão fazendo já é uma referência muito legal. Isso mostra que eles estão tendo controle, estão sabendo o que estão fazendo”, pontuou.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Arilson durante conversa com jovens atletas do projeto, no Centro Cívico

Ex-técnico da seleção brasileira, ele comanda os treinos de Govorov desde 2016 e conduziu o atleta ao recorde mundial dos 50 metros borboleta, em julho. Silva também trabalhou com outros nadadores internacionais, experiência que ele tenta compartilhar com companheiros de profissão.

“É um desafio muito grande, um aprendizado constante, o que também me incentiva bastante a compartilhar e a tentar dividir ao máximo, principalmente, com o Brasil, o quanto eu puder”, ressaltou.

CIELO. Em 2015, pelo período de um ano, ele treinou o barbarense Cesar Cielo, único brasileiro campeão olímpico na modalidade, nos Jogos de Pequim-2008. “Foi uma das temporadas que eu mais aprendi, exatamente por ter esse contato diário com a genialidade esportiva, técnica e mental que é o Cesar”.

Silva afirmou que vai torcer pelo atleta no Mundial de Piscina Curta, que será na China, entre os dias 11 e 16 de dezembro. “É superlegal que a gente possa ver esse cada nadando ainda”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!