05 de junho de 2020 Atualizado 11:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Natação

Murilo Sartori vai treinar nos EUA ano que vem

Nadador americanense vai defender a Universidade de Louisville depois da realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano

Por Leonardo Oliveira

07 abr 2020 às 08:29 • Última atualização 27 abr 2020 às 12:02

O americanense Murilo Sartori vai trocar as piscinas brasileiras pelas norte-americanas a partir de agosto de 2021, quando passará a defender a Universidade de Louisville, no Kentucky, onde será treinado pelo brasileiro Arthur Albiero. Até lá ele segue representando a Natação Americana.

Murilo vinha recebendo sondagens de universidades estrangeiras desde o ano passado, mas seu futuro só foi oficializado na tarde deste domingo, com o anúncio da mudança nas redes sociais. A opção de ficar em Americana até o próximo ano foi tomada para não comprometer a preparação visando os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Foto: Divulgação
Murilo Sartori, em frente à Universidade de Louisville, no Kentucky, nos EUA, para onde vai em 2021

“A principal expectativa é eu me desafiar mais, sair um pouco da zona de conforto que estou aqui. Procurar novos desafios e dar sequência na minha vida de atleta. Também conciliar com os estudos, porque aqui no Brasil a gente dificilmente consegue, além de procurar uma infraestrutura melhor de treinamento”, disse em entrevista ao LIBERAL.

O atleta terminou o Ensino Médio em 2019. Segundo o técnico da equipe de Americana, Fábio Cremonez, a ideia era que Murilo se credenciasse para a competição atuando no Brasil e fosse para fora ainda neste ano. Como as Olimpíadas foram adiadas para julho de 2021, a decisão foi de manter o americanense por aqui por mais tempo.

“A intenção dele era ir após os Jogos Olímpicos. Ele não se sentiu seguro nessa mudança porque tem um período de adaptação e a ideia é estar no time do Brasil. O que ficou decidido é que ele vai ficar aqui em Americana até agosto de 2021 com o objetivo de estar no time olímpico brasileiro”.

Mesmo no exterior, Murilo ainda poderá defender a Natação Americana, já que ele precisa representar uma equipe do Brasil para poder disputar as provas que o credenciam para as competições internacionais.

“Existe essa possibilidade, é difícil falar agora, pois muita coisa pode mudar, mas existe sim”, conclui Murilo. O atleta adiantou que deve cursar administração na universidade norte-americana.