24 de Maio de 2020 Atualizado 17:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Esporte

Mundial de MotoGP pode começar em julho com duas etapas consecutivas na Espanha

Por Agência Estado

07 Maio 2020 às 09:53 • Última atualização 07 Maio 2020 às 11:58

Com alguns países da Europa já adotando medidas de relaxamento da quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus, os organizadores da MotoGP pensam em alternativas para a realização da temporada de 2020. Nesta quinta-feira, a Dorna Sports, promotora da categoria, o governo regional da Andaluzia e o município de Jerez de La Frontera, na Espanha, chegaram a um acordo no sentido de apresentar, ao governo espanhol, uma proposta para duas etapas da MotoGP no circuito de Jerez.

Em nota oficial publicada em suas plataformas oficiais, a MotoGP explicou que, caso o pedido venha a ser aprovado pelo governo, o circuito de Jerez de la Frontera irá receber as duas primeiras etapas da temporada de 2020, que seriam nos finais de semana de 19 e 26 de julho. O acordo ainda prevê uma prova do Mundial de Superbike em 2 de agosto.

A decisão foi anunciada depois de uma reunião por videoconferência do diretor-executivo da Dorna, Carmelo Ezpeleta, com o governo regional de Andaluzia e a prefeitura de Jerez de la Frontera.

“O governo regional de Andaluzia, o conselho da cidade de Jerez de la Frontera e a Dorna Sports chegaram a um acordo para fazer uma proposta ao governo da Espanha, que, se aprovada, pode ver o Circuito de Jerez-Ángel Nieto receber dois GPs da MotoGP e uma etapa do Mundial de Superbike no fim de julho e no início de agosto”, anunciou a Dorna.

“Após uma reunião eletrônica nesta manhã (de quinta-feira) entre Juan António Marín, vice-presidente do governo regional de Andaluzia; Mamen Sánchez Díaz, prefeita de Jerez de la Frontera; e Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna Sports; as três partes concordaram em fazer uma proposta ao governo da Espanha para organizar dois GPs no Circuito de Jerez-Ángel Nieto nos fins de semana de 19 e 26 de julho, respectivamente”, seguiu.

“Também foi proposto uma etapa do Mundial de Superbike na praça, a ser realizada em 2 de agosto”, detalhou. “Uma vez que a autorização do governo da Espanha seja concedida, esses três eventos serão propostos à FIM (Federação Internacional de Motociclismo, na sigla em francês) para a inclusão nos respectivos calendários. O primeiro evento da MotoGP seria o GP da Espanha, se tornando a abertura da temporada para a MotoGP, e o segundo seria o GP de Andaluzia”, completou.

A MotoGP teve de cancelar as etapas do Catar, Alemanha, Holanda e Finlândia, além de adiar as provas de Tailândia, Austin (Estados Unidos), Argentina, Espanha, França, Itália e Catalunha.