22 de setembro de 2020 Atualizado 12:07

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Futebol

Montenegro revela acordo para Botafogo se reforçar com Danilo Barcelos

Por Agência Estado

16 jan 2020 às 15:41 • Última atualização 27 abr 2020 às 12:10

Danilo Barcelos é o mais novo reforço do Botafogo. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, Carlos Augusto Montenegro, membro do Comitê Executivo de Futebol e ex-presidente, revelou que o clube acertou a contratação do lateral-esquerdo junto ao Atlético Mineiro. E ele deverá ser apresentar nos próximos dias em Domingos Martins (ES), palco da pré-temporada, sendo provavelmente o último reforço do time neste início de ano.

“O Botafogo está contratando o Danilo Barcelos, que jogou no Vasco no ano passado. Já está acertado, está combinando o desligamento do Atlético-MG para assinar com o Botafogo. Já fez exames médicos, vai se integrar aqui em algum momento. Assim, a gente encerra as contratações a não ser que algum jogador saia nessa janela”, disse Montenegro.

Danilo Barcelos, de 28 anos, deve ser liberado pelo Atlético-MG, com quem possui contrato até o fim de 2020 para assinar com o Botafogo. No ano passado, ele estava no Vasco, cedido por empréstimo pelo clube mineiro, tendo marcado quatro gols em 45 jogos disputados.

Ao mesmo tempo em que busca reforços, o Botafogo também precisa solucionar outras questões, como os atrasos salariais. Montenegro explicou que o presidente Nelson Mufarrej conversará com o elenco sobre a situação, mas assegurou que o clube possui recursos para quitar as pendências.

“O presidente vai conversar com os jogadores, temos boa parte desse dinheiro depositada. Agora com férias, Justiça fechada, estamos trabalhando para liberar isso. É um dinheiro separado, aguardando só a autorização de um juiz. A venda de algum jogador também, o que chegar primeiro”, afirmou.

Matheus Fernandes também garantiu que o Botafogo fez um bom negócio ao vender os 25% que possuía dos direitos do jogador ao Barcelona, apontando que o clube teve um lucro total de 4,215 milhões de euros (aproximadamente R$ 19,68 milhões) com a negociação do meio-campista. Mas explicou que a equipe já havia repassado a credores a parcela que teria direito a receber agora.

O dirigente avisou que o Botafogo, prestes a se tornar clube-empresa, viverá um ano difícil nas finanças, mas também apontou que ajustes são necessários e que o time carioca não é exceção nesse cenário de problemas no futebol brasileiro. “É um ano de matemática e todos os clubes devem seguir isso. É preciso um movimento para acabar com esses salários que chegam à beira da afronta”, comentou.

Mais esporte

Ouça o podcast “Além da Capa” desta semana, que aborda os atletas da Região do Polo Têxtil que podem estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020:

{{1}}

Publicidade