Seleção feminina do Brasil arrasa a Turquia e avança à final da Liga das Nações


Com uma atuação arrasadora nos dois últimos sets, a seleção brasileira feminina de vôlei venceu a Turquia por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/15 e 25/10, neste sábado, em Nanquim, na China, e se classificou para a decisão da Liga das Nações.

Com o triunfo, o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães se credenciou para lutar pelo título da competição neste domingo, quando terá pela frente, às 8h30 (de Brasília), as vencedoras do duelo entre Estados Unidos e China, que se enfrentam na outra semifinal do torneio em confronto a ser encerrado ainda na manhã deste sábado (final da noite no horário chinês).

Com 11 vitórias e quatro derrotas em 15 jogos, a seleção brasileira terminou a fase de classificação da Liga das Nações em terceiro lugar, com 35 pontos, mesma pontuação de China e Estados Unidos, respectivas líder e vice-líder pelos critérios de desempate. E no estágio final do torneio acumulou um triunfo sobre a Polônia e depois foi derrotada pelas norte-americanas, que foram às semifinais como líderes desta chave.

Para superar as turcas, o Brasil contou com grandes atuações de várias jogadoras, sendo que o principal destaque foi Natália, maior pontuadora do duelo, com 15 acertos. Lorenne, por sua vez, entrou em quadra no decorrer do primeiro set e contabilizou nove pontos ao total, um a mais do que Mara, a terceira maior pontuadora da equipe nacional.

Pelo lado turco, Ebrar Karakurt foi o maior destaque ofensivo, com dez pontos, mas a sua equipe acabou sendo atropelada pelas brasileiras nos dois últimos sets do duelo, após os dois times travarem uma disputa bastante equilibrada no primeira parcial. O Brasil iniciou o jogo com Mara, Natália, Macris, Bia, Paula, Gabi e a líbero Léia, enquanto Amanda, Lorenne e Roberta entraram no decorrer da partida.

No ano passado, a seleção brasileira terminou a Liga nas Nações em quarto lugar e acabou ficando fora do pódio daquela que foi a primeira edição desta competição depois que a mesma substituiu o Grand Prix no calendário do vôlei feminino mundial. A Turquia, vice-campeã em 2018, disputará a decisão do terceiro lugar neste domingo, às 4h30 (de Brasília), contra as perdedoras do duelo entre Estados Unidos e China.

Com 12 troféus do Grand Prix, o Brasil foi disparado o maior vencedor da competição, enquanto as norte-americanas acumularam seis taças e a Rússia ganhou três. Neste domingo, na decisão da Liga das Nações, a seleção buscará o título também para ganhar ainda mais confiança neste ciclo olímpico que visa os Jogos de Tóquio-2020.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora